quinta-feira, 15 de maio de 2014

Expozebu: Vaca Guzerá bate novo Recorde Mundial de Produção


Durante concurso leiteiro realizado na 80ª Expozebu, em Uberaba, no Triângulo Mineiro, a vaca Manacá JF sagrou-se como a primeira guzerá a quebrar a marca dos 50 quilos de leite/dia, sendo a nova recordista mundial de produção, com o pico de 52 quilos/dia e média de 45,730 quilos. “Uma produção surpreendente, que dá projeção ao plantel da Fazenda Ygarapés, localizada no município de Jampruca (Vale do Rio Doce), de onde se originou o animal”, explica o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento”, André Merlo.

O concurso leiteiro da Expozebu, sempre muito concorrido, neste ano foi marcado por diferenças insignificantes entre as três primeiras colocadas. No último dia, Manacá JF registrou os números definitivos nas três últimas pesagens: 15,960 quilos, 17,590 quilos e 18,410 quilos, totalizando 51,960 quilos.

A Fazenda Ygarapés, de José Transfiguração Figueirêdo (por isso a sigla JF acompanha o nome de cada animal) tem alcançado excelentes resultados com o trabalho de seleção do guzerá leiteiro, o Guzerá JF. Mica Figueirêdo, filho de José, há mais de 20 anos responde pelas atividades da propriedade, com animais que batem recordes de produção em concursos oficiais desde 2003.

De acordo com Mica, a história do Guzerá JF em concursos leiteiros teve início em 1991, quando Madona JF ganhou o primeiro concurso leiteiro em Governador Valadares (Vale do Rio Doce). Em 1992, começou o controle oficial pela Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ), e desde então, buscou-se associar as novas tecnologias aos critérios de seleção. Já em 1995, as primeiras transferências de embrião do rebanho, a multiplicação de famílias por meio das FIVs e a participação dos programas de melhoramento genético para leite, além da participação no Núcleo MOET, foram decisivas para o avanço genético do plantel”, informa ainda José Transfiguração.

Ele acrescenta que é necessário buscar desafios sempre, conhecer as potencialidades do rebanho por meio de dados zootécnicos, mas também colocá-los à prova, mostrando resultados concretos em controles leiteiros oficiais e em concursos leiteiros oficiais e públicos.

Excelência genética

O secretário André Merlo ressalta o trabalho realizado em propriedades mineiras como a Ygarapés, que fazem investimentos na busca da excelência genética de seus plantéis, e as pessoas que compareceram à 80ª Expozebu, de 3 a 10 de maio, tiveram a oportunidade de ver parte dos resultados. “O governo de Minas Gerais, por intermédio da Secretaria da Agricultura, faz a sua parte para promover o acesso inclusive das pequenas e médias propriedades ao melhoramento da qualidade de seus rebanhos e, com isso, aumentar a renda com animais para produção de carne e leite”, ele acrescenta.

“Com esse objetivo, foi criado em 2006 o Programa de Melhoria da Qualidade Genética do Rebanho Bovino do Estado de Minas Gerais (Pró-Genética), que desenvolve ações para viabilizar aquisição e comercialização de animais e sêmen geneticamente melhorados nas Feiras de Touros. Em todo o Estado o Pró-Genética realizou 43 feiras e leilões em 2013, possibilitando a comercialização de mais de 1 mil touros de alta genética. Para 2014, a meta é a realização de 45 feiras e leilões no Estado por meio do programa”, informa o secretário.

O programa tem a parceria da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) com suas vinculadas Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), a Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), Sindicatos de Produtores Rurais, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Cooperativas e Associações de Produtores Rurais, Prefeituras Municipais, Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob), Banco do Brasil e Banco do Nordeste.

Fonte: Agência Minas

0 comentários

Postar um comentário