quinta-feira, 24 de abril de 2014

Curso Embrapa: Avaliação da qualidade de sementes de soja



O 60° Curso Diacom Tetrazólio e Patologia de Sementes de Soja será realizado de 05 a 09 de maio, na Embrapa Soja (Londrina-PR), com o objetivo de apresentar as tecnologias adequadas para a avaliação da qualidade das sementes de soja e também identificar as causas de descarte de lotes devido à baixa germinação.

O curso é dirigido a laboratoristas das áreas de produção e análise de sementes de soja, além de profissionais da extensão rural, pesquisa e ensino sobre tecnologia em sementes. A programação de cinco dias terá carga horária de 37 horas, sendo divididas em programação teórica e prática. De acordo com o coordenador do curso, o pesquisador Ademir Henning, da Embrapa Soja, a programação teórica abrangerá conhecimentos sobre as metodologias dos testes para avaliar a qualidade de sementes, bem como informações recentes sobre tecnologia de produção de semente de soja e avaliação da qualidade e tratamento de sementes.

Segundo Henning, nas práticas de laboratório em teste de tetrazólio serão apresentados os conhecimentos que permitam aos alunos identificar os danos mecânicos, deterioração por umidade ou causados por percevejo, além de estimular os níveis de vigor e de potencial de germinação. "O teste de tetrazólio permite conhecer a viabilidade e o vigor da semente sem as interferências do processo de infecção causado por patógenos que a acompanham", diz Henning.

Por outro lado, Henning diz que o teste de patologia de sementes permite que os alunos identifiquem os principais fungos que interferem no teste padrão de germinação. "Durante as práticas sobre o teste de patologia de sementes haverá treinamento quanto à instalação, condução e avaliação do teste de sanidade em soja, permitindo a identificação das estruturas dos principais patógenos da semente: Phomopsis sp., Fusarium spp., Colletotrichum truncatum e Aspergillus spp", explica Henning.

Os resultados obtidos a partir destes dois testes, realizados em laboratório, permitem o Diagnóstico Completo (DIACOM) que esclarece os principais problemas relacionados à qualidade da semente de soja. "Com a realização do DIACOM é possível a identificação dos patógenos que interferem na qualidade da semente, assim como das causas da baixa qualidade fisiológica da semente (danos mecânicos, percevejos e umidade), o que possibilita a indicação do tratamento adequado", enfatiza Henning.
Mais informações pelo site: www.cnpso.embrapa.br/diacom/.

Lebna Landgraf (MTb 2903)
Embrapa Soja
soja.imprensa@embrapa.br
Telefone: (43) 3371-6061

0 comentários

Postar um comentário