quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Araucária Genética traz ao Brasil Detector Digital de Mastite

Como funciona o Milk Checker


O Milk Checker é um aparelho portátil, leve e que possui sensores de eletrodos que detectam quaisquer anormalidades na condutividade elétrica do leite. Quando ocorre uma inflamação nas glândulas mamárias (mastite, ou mamite), certos componentes do plasma sanguíneo (como íons de sódio e cloro) passam para o leite, aumentando a sua condutividade elétrica. Essa anormalidade é medida pelo Milk Checker, que detecta a mastite quando seus sintomas ainda não são visíveis a olho nu.

Como a mastite subclínica não se desenvolve nos 4 quartos do úbere ao mesmo tempo, o Milk Checker calcula automaticamente a diferença entre as medições dos 4 quartos e identifica o quarto infectado.
Descrição 
1. Copo Coletor de Amostra
Um único copo é usado para medir os 4 quartos do úbere. Não é necessário lavar! Basta ordenhar no copo, pressionar o botão TESTAR, jogar o leite fora e passar para o próximo teto.
2. Aba Protetora
Evita que o leite respingue no visor do aparelho.
3. Leve e Prático
O Milk Checker pode ser segurado com apenas uma mão.
4. Rápido e Fácil de Usar
Com botões de fácil visualização, fazer o teste leva apenas alguns segundos.
5. Computador Interno
O Milk Checker possui tecnologia inovadora! A memória interna elimina a necessidade de se anotar as leituras individuais. Os resultados são exibidos simultaneamente.
6. Alça de Segurança
Permite prender o aparelho ao pulso, facilitando o manuseio.
7. Sensor de Temperatura
Permite obter resultados precisos, não importando a temperatura ambiente. Graças a ele, o teste pode ser feito em qualquer horário e em qualquer época do ano.
8. Sensores de Eletrodos
Medem a condutividade elétrica do leite com alta precisão, detectando as diferenças mínimas entre os tetos.
9. Display Digital
Exibe os resultados dos 4 tetos ao mesmo tempo, com clareza e precisão decimal.
10. Corpo Robusto
Revestido com plástico de alta resistência, o Milk Checker resiste a quedas de até 1.5m de altura e é totalmente impermeável. Mesmo que caia acidentalmente na água ou no leite, continua funcionando perfeitamente.
Por que adquirir o Milk Checker?

Com o Milk Checker, você evita os prejuízos causados pela mastite e aumenta a produção de leite de alta qualidade.
mastite subclínica é uma infecção difícil de ser detectada, pois não pode ser observada a olho nu. Se não for diagnosticada a tempo, pode evoluir para a mastite clínica, gerando grandes prejuízos para o produtor. 
Além da perda da produção de leite, há os altos custos de tratamento com antibióticos e, nos casos mais graves, descarte do animal.
O Milk Checker detecta a mastite antes do parto, na fase do colostro e durante todo o período da ordenha, além de verificar a eficácia do tratamento com antibióticos.
Comparativo
Milk Checker, o detector de mastite que substitui o antigo CMT (California Mastitis Test).
O CMT (California Mastitis Test) requer um reagente químico para se misturar à amostra do leite e obter o resultado, que se baseia na observação da coagulação e coloração da solução obtida. É, portanto, um diagnóstico subjetivo. Por depender da interpretação de quem faz o exame, seu resultado não é exato e está sujeito a erros. O teste da raquete é complicado de ser feito todos os dias, pois consome mais tempo e requer luminosidade, para que se possa observar bem a coloração da mistura.

Já o Milk Checker dispensa o uso de reagentes e exibe os resultados numericamente com precisão decimal, em poucos segundos. Por ser prático e rápido, o teste com o Milk Checker pode ser feito facilmente todos os dias e a qualquer hora do dia.

Veja no quadro abaixo a comparação entre o Milk Checker e o CMT (também conhecido como“teste da raquete") e saiba porque o Milk Checker é o único detector de mastite que vale a pena!
 Como funciona o Milk Checker

O Milk Checker é um aparelho portátil, leve e que possui sensores de eletrodos que detectam quaisquer anormalidades na condutividade elétrica do leite. Quando ocorre uma inflamação nas glândulas mamárias (mastite, ou mamite), certos componentes do plasma sanguíneo (como íons de sódio e cloro) passam para o leite, aumentando a sua condutividade elétrica. Essa anormalidade é medida pelo Milk Checker, que detecta a mastite quando seus sintomas ainda não são visíveis a olho nu.

Como a mastite subclínica não se desenvolve nos 4 quartos do úbere ao mesmo tempo, o Milk Checker calcula automaticamente a diferença entre as medições dos 4 quartos e identifica o quarto infectado.
Como funciona o Milk Checker


O Milk Checker é um aparelho portátil, leve e que possui sensores de eletrodos que detectam quaisquer anormalidades na condutividade elétrica do leite. Quando ocorre uma inflamação nas glândulas mamárias (mastite, ou mamite), certos componentes do plasma sanguíneo (como íons de sódio e cloro) passam para o leite, aumentando a sua condutividade elétrica. Essa anormalidade é medida pelo Milk Checker, que detecta a mastite quando seus sintomas ainda não são visíveis a olho nu.

Como a mastite subclínica não se desenvolve nos 4 quartos do úbere ao mesmo tempo, o Milk Checker calcula automaticamente a diferença entre as medições dos 4 quartos e identifica o quarto infectado
Como se usa o Milk Checker

Com o Milk Checker, bastam alguns segundos para detectar a mastite subclínica.
Veja, passo a passo, como é feito o teste.
 

Como analisar os resultados

Saiba quais os critérios usados pelo Milk Checker para avaliar o leite.
 
Quando o valor da condutividade elétrica absoluta (exibida no visor do Milk Checker como ABS) é igual ou maior a 6.2 mS/cm, o leite é considerado anormal. Quando a diferença de condutividade (exibida no visor do Milk Checker como DIF) é igual ou maior que 0.5 mS/cm, o leite é considerado infectado.

Veja abaixo alguns exemplos de medições.
 Manutenção

  1. É necessário enxaguar o copo de coleta uma vez diariamente, após o uso. Não toque nos sensores (de eletrodos e de temperatura) com objetos rígidos ou pontiagudos.
  2. Não use produtos químicos abrasivos (solventes, thinner etc) para limpar o aparelho.
  3. Caso ocorra a coleta de colostro ou leite de mastite severa (com grumos, sangue ou pus), é necessário lavar o copo de coleta com detergente neutro.
  4. Para remover grumos, utilize um pano macio com detergente neutro.
  5. Não submerja o aparelho na água ou em qualquer outro líquido.
  6. Não derrube nem bata o aparelho.
  7. Não desmonte nem tente reparar o aparelho sozinho. Se necessário, entre em contato com o seu revendedor.
  8. Quando as pilhas acabarem, uma mensagem de alerta aparecerá no display, e o aparelho se desligará automaticamente. Abra o compartimento de pilhas (localizado na parte de trás do aparelho) com uma chave de fenda e substitua as pilhas usadas por novas (2 pilhas AA).
 Especificações técnicas
 

Fonte: Araucária Genética 

0 comentários

Postar um comentário