quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Programa de Garantia de Preços dá desconto para 21 produtos em setembro


Neste mês de setembro, agricultores familiares têm desconto no financiamento, além da cesta de produtos, de outras 21 culturas. São elas: açaí, algodão em caroço, babaçu (amêndoa), borracha natural extrativa, borracha natural cultivada, cacau (amêndoa), café arábica, cana de açúcar, castanha de caju, juta/malva, laranja, leite, maracujá, milho, pequi, piaçava (fibra), pó cerífero de carnaúba, sisal, sorgo, tomate e umbu.


O desconto é concedido automaticamente pelo Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF), no momento em que o agricultor paga seus financiamentos de custeio e investimento.

A Portaria de setembro foi publicada na segunda-feira (9), no Diário Oficial da União (DOU), pela Secretaria de Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Os preços de mercado têm validade para o período de 10 de setembro a 09 de outubro de 2013. O bônus de desconto tem como referência os preços de mercado do mês de agosto de 2013.

O valor do desconto é abatido nos casos em que o valor de mercado do produto financiado está abaixo do preço de garantia – que equivale a remuneração dos custos de produção.

O desconto para a cesta de produtos corresponde à média dos bônus do feijão, leite, mandioca e milho. Este mês, o financiamento da cesta tem desconto em 11 estados – PA, BA, CE, MA, DF, GO, MS, MT, MG, PR, SC –, sendo o maior em Mato Grosso do Sul (7,22%).

Alguns produtos

Nove estados têm bônus para o café arábica: BA, PE, GO, MS, MT, MG, RJ, SP e PR. No Paraná, são 14,62% de desconto; em Pernambuco, 12,73% e em Minas Gerais, 8,92%.

O leite tem desconto em quatro estados. O maior desconto está no Maranhão, com 12%, seguido pela Bahia (7%), Pará (6,67%) e Ceará (4%).

Entre os frutos, a laranja tem bônus de 41,25% no pagamento em Santa Catarina e 7,07% em São Paulo. O pequi tem desconto de 50% em Minas Gerais e 9,3% em Tocantins. Já o açaí está com bônus de 9,35% no Acre e no Amazonas.

A castanha de caju, produto da sociobiodiversidade brasileira, tem desconto em três estados – Pernambuco (12,28%), Rio Grande do Norte (6,43%) e Piauí (4,09%).

Bônus mensal

O bônus do programa é calculado todo mês pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e divulgado pela Secretaria da Agricultura Familiar (SAF/MDA). A Conab faz um levantamento nas principais praças de comercialização dos produtos da agricultura familiar e que integram o PGPAF. O bônus, calculado mensalmente, está limitado a R$ 7 mil anuais por agricultor.

O Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar abrange 51 produtos.

Fonte: MDA

0 comentários

Postar um comentário