sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Carne Brasileira: Exportações somaram US$ 3,5 bilhões entre janeiro e julho de 2013


As exportações brasileiras de carne bovina somaram US$ 3,579 bilhões entre janeiro e julho de 2013. O resultado foi 14,5% superior ao registrado no mesmo período do ano passado, quando as vendas atingiram a marca de R$ 3,126 bilhões. Em volume, os resultados também foram bastante positivos, registrando um crescimento de 21,14%, subindo de 666,3 mil toneladas nos sete primeiros meses do ano passado para 807,2 mil toneladas em 2013.

Hong Kong mantém o posto de principal comprador da carne brasileira, com um crescimento de 71% no total de toneladas do produto adquiridas. O país foi responsável pela compra de 209,7 mil toneladas no ano, equivalente a um faturamento de US$ 830,3 milhões.



A carne in natura é a categoria mais desejada pelos importadores, totalizando faturamento de US$ 2,842 bilhões e volume exportado de 628,8 mil toneladas.



Julho também registrou o melhor resultado no ano de 2013, tanto em volume como em faturamento. O mês registrou 132,4 mil toneladas exportadas, contra 122,8 mil em abril e 118,8 mil em maio. Em faturamento, foram US$ 577 milhões, contra US$ 551 milhões em abril e US$ 520 milhões em maio. "O volume de carne exportada em julho foi o maior desde setembro de 2008, quando conseguimos negociar 134,9 mil toneladas", explica Antônio Jorge Camardelli, presidente da ABIEC.



Sobre a Abiec

Criada em 1979, a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec) reúne 20 empresas do setor no país, responsáveis por 92% da carne negociada para mercados internacionais. Sua criação foi uma resposta à necessidade de uma atuação mais ativa no segmento de exportação de carne bovina no Brasil, por meio da defesa dos interesses do setor, ampliação dos esforços para redução de barreiras comerciais e promoção dos produtos nacionais.

Atualmente, o Brasil produz 9,4 milhões de toneladas de carne bovina, 16,5% são negociados para dezenas de países em todo o mundo, seguindo os mais rigorosos padrões de qualidade. Na última década, o país registrou crescimento de 400% no valor de suas exportações, atingindo o recorde histórico de US$5,7 bilhões em faturamento e consolidando a posição de maior exportador mundial de carne bovina.


Fonte: ABIEC

0 comentários

Postar um comentário