sexta-feira, 26 de julho de 2013

Alertas de Mercado: Boi Gordo, Frango e Soja


Boi Gordo

A queda da temperatura nesta semana se somou ao enfraquecimento das vendas de carne no mercado atacadista da Grande São Paulo, o que resultou em pequenas quedas nas cotações do boi gordo em diversas regiões consultadas pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

Em São Paulo, o Indicador do boi gordo Esalq/Bovespa registrou baixa nos últimos sete dias, de apenas 0,07%, fechando a R$ 103,08 nessa quarta, dia 24, no acumulado parcial do mês, contudo, o Indicador ainda registra alta de 2,6%. Quanto ao bezerro, tem apresentado valorização desde o início do ano, refletindo a oferta menor que a demanda. Entre 17 e 24 de julho, especificamente, o Indicador do bezerro.

Segundo dados do Cepea, o animal nelore, de 8 a 12 meses – média das regiões sul-mato-grossenses caiu 0,02%, fechando a R$ 812,36 nesta quarta. No acumulado do mês, no entanto, a alta é de 2,4%. O atual patamar do preço do bezerro está atrelado ao comportamento de alguns fatores no correr dos últimos anos, como o abate de fêmeas, o custo de produção e a evolução do peso médio dos animais.

Frango

O poder de compra do avicultor paulista e do oeste do Paraná está maior na parcial de julho. A quantidade de insumos que estes produtores conseguem adquirir com a venda de um quilo de frango vivo está superior a do mesmo período de mês passado e também de julho/12. Segundo pesquisadores do Cepea, esse contexto foi favorecido pelas altas nos preços do frango vivo, que têm atingido patamares recordes para um mês de julho, e pelas quedas nas cotações dos principais insumos da atividade, milho e farelo de soja.

Frente ao milho, a elevação no poder de compra do avicultor do oeste do Paraná chega a 34% em um ano. Em Campinas, o produtor consegue comprar 24% a mais de milho este ano. Em relação ao farelo de soja, o poder de compra do avicultor do oeste paranaense teve alta de 27% frente ao verificado em julho de 2012. Para o produtor paulista, o aumento no poder de compra é de 21% no mesmo período.

Soja

O Indicador ESALQ/BM&FBovespa (produto transferido para armazéns do porto de Paranaguá) em moeda nacional finalizou a quinta-feira a R$ 65,00/saca de 60 kg, com expressiva queda de 9,51% se comparado à quarta. Ao ser convertido para dólar (moeda prevista nos contratos futuros da BM&FBovespa), o Indicador foi de US$ 28,97/sc de 60 kg, forte recuo de 9,27%.

Segundo pesquisadores do Cepea, na quarta-feira, 24, o Indicador foi arbitrado e, na quinta, quando deixou de ser arbitrado, foi influenciado pela forte desvalorização dos contratos futuros de soja na CME/CBOT (Bolsa de Chicago), que caíram pelo terceiro dia consecutivo – o primeiro vencimento chegou a registrar o menor patamar desde 5 de julho de 2012. Essa queda externa, por sua fez, reflete a expectativa de boa produção para a safra 2013/24 nos Estados Unidos. Além disso, como os preços estavam atrativos aos vendedores no início da semana, produtores decidiram liquidar a soja que ainda restava da temporada 2012/13 norte-americana. 

Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

0 comentários

Postar um comentário