sexta-feira, 31 de maio de 2013

Boi Gordo: Dificuldade de compra mantém programações de abate enxutas


Há dificuldade de compra de boiadas em São Paulo. Os reflexos disso são os negócios em patamares mais firmes que no início da semana passada e as programações de abate enxutas.

Segundo levantamento da Scot Consultoria, nessa terça, dia 28, a referência para o boi gordo no Estado fechou em R$97,50/arroba, à vista, e R$99,00/arroba, a prazo. As tentativas de baixa estão menos frequentes.

A pressão compradora dos frigoríficos paulistas nas praças vizinhas tem dado força para reações da arroba. Campo Grande (MS), Três Lagoas- (MS) e o Sul de Minas Gerais são exemplos deste comportamento, com valorizações de 0,5% em relação ao início desta semana.

No Rio Grande do Sul, as pastagens de inverno não estão completamente estabelecidas. Isto reduz a oferta de animais terminados e colabora para negócios a preços maiores.

No mercado atacadista de carne com osso, a movimentação está lenta. Algumas indústrias têm optado por vender carne desossada, ao invés de negociar o produto com osso nos últimos dias. O boi casado de animais castrados está cotado em R$6,12/quilo.

Exportações de carne bovina de Minas Gerais têm alta em abril

As exportações de carne bovina de Minas Gerais em abril deste ano, considerando salgada, industrializada e in natura, somaram 8,78 mil toneladas equivalente carcaça (tec), segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

Na comparação com março último, houve alta de 12%. Naquele mês foram embarcadas 7,84 mil tec.

Em relação ao mesmo período do ano passado, quando as exportações foram de 5,55 mil tec, a alta foi de 58,2%.

O faturamento obtido foi de US$30,74 milhões, 7,2% mais na comparação com março e 39,2% mais que em abril de 2012.

Fonte: SCOT CONSULTORIA

0 comentários

Postar um comentário