terça-feira, 9 de abril de 2013

TecnoShow Comigo: Embrapa e parceiros lançam cultivares de soja


A Embrapa lança na TecnoShow Comigo, em Rio Verde, GO, duas novas cultivares de soja para a região Centro-Oeste do Brasil. A BRSMG 772, cultivar de soja convencional com tolerência à ferrugem, foi desenvolvida em parceria com a Epamig e Fundação Triângulo de Apoio à Pesquisa. Outro lançamento é a BRSGO 6955 RR, cultivar transgênica de ciclo super precoce, que favorece a segunda safra de outra cultura, como o milho e/ou algodão, desenvolvida em parceria com o Centro Tecnológico para Pesquisa Agropecuária (CTPA) e Emater de Goiás.

A BRSMG 772 é uma soja convencional que apresenta maior estabilidade de produção em presença de ferrugem asiática, a principal doença que afeta a cultura da soja. “É um avanço significativo, pois representa economia para o produtor, uma vez que a cultivar possibilita reduzir o número de aplicações de fungicidas, além dos benefícios ambientais de redução de agroquímicos nas lavouras”, explica o melhorista Vanoli Fronza, da Embrapa Soja.

O pesquisador alerta que, apesar de possuir boa tolerância à ferrugem, é importante que o produtor esteja atento às práticas de manejo preconizadas pelo Consórcio Antiferrugem, dando ênfase ao monitoramento da lavoura, uma vez que a resistência à ferrugem pode ser quebrada. A cultivar é indicada para a macrorregião 303, que engloba o Triângulo Mineiro e o Alto Paranaíba e, na safra 2013/2014, seu cultivo estará indicado para outras regiões do Brasil Central. Possui resistência ao acamamento e grupo de maturidade relativa 7.7. As sementes da BRSMG 772 podem ser adquiridas junto aos produtores licenciados da Fundação Triângulo.

Outro lançamento que a Embrapa apresenta no TecnoShow Comigo é a cultivar de soja transgênica BRSGO 6955 RR. A cultivar tem grupo de maturidade 6.9, ciclo superprecoce, em torno de 104 dias, o que viabiliza o cultivo de milho e/ou algodão na segunda safra. “Tem um bom potencial produtivo, é resistente ao acamamento e às doenças pústula bacteriana, mancha olho de rã e cancro da haste e indicada para solos de alta fertilidade”, destaca o melhorista da Embrapa Soja, Odilon Lemos. Sua indicação de plantio atende as macrorregiões REC 303 - MG (Triângulo Mineiro, Alto do Paranaíba) e GO (sudeste); REC 302 - GO (sul); REC 301 - MS (centro-norte) e GO (sudoeste); REC 304 - GO (leste). As sementes serão comercializadas pelos cotistas do CTPA.

“Os lançamentos representam o compromisso da Embrapa e seus parceiros com a inovação permanente, garantindo ao produtor o acesso a materiais extremamente competitivos e produtivos, que atendem as necessidades do mercado e combinam uma marca característica das cultivares da Embrapa que é a excelente sanidade das cultivares”, destaca Alexandre Cattelan, chefe-geral da Embrapa Soja.
Além dos lançamentos, o público poderá conhecer também outras cultivares de soja desenvolvidas especialmente para a região, como as BRS 284 e BRS 361, do convênio Embrapa e Fundação Meridional, que têm apresentado excelentes desempenhos de produtividade na região. Confira abaixo as cultivares de soja que estarão sendo apresentadas no TecnoShow Comigo:

Convênio Embrapa/Epamig/Fundação Triângulo

BRSMG 752S - ciclo precoce, crescimento indeterminado, moderada resistência ao nematoide de galhas Meloidogyne javanica e boa tolerância à chuva após a maturação de colheita (observação de campo).
BRSMG 772 – Lançamento, com ciclo médio, maior estabilidade de produção em presença da ferrugem asiática, por apresentar resistência vertical à ferrugem asiática, o que também demanda menor número de aplicação de fungicida para controle da doença.
BRSMG 810C - ciclo médio, apresenta resistência aos nematoides de cisto (raças 1 e 3) e de galhas Meloidogyne javanica. Observações de campo indicam boa tolerância ao nematoide Pratylenchus brachiurus.
BRSMG 760SRR - ciclo precoce, crescimento indeterminado e alto potencial produtivo.
BRSMG 780RR - ciclo médio, maior estabilidade de produção em presença da ferrugem asiática, por apresentar resistência vertical à ferrugem asiática, o que também demanda menor número de aplicação de fungicida para controle da doença.

Convênio Embrapa/Fundação Meridional

BRS 262 - Excelente potencial produtivo também em áreas com a presença do nematoide de cisto da soja (raças 1 e 3); apresenta ciclo e porte que possibilitam a sucessão de culturas, a 2ª safra de milho. Grupo de Maturidade Relativa: 7.3
BRS 283 – Cultivar precoce de crescimento indeterminado; Boa sanidade de raiz;
Excelente potencial produtivo também em áreas com a presença do nematoide de galha Meloidogyne javanica; ciclo e porte que viabilizam a semeadura da 2ª safra de milho.
BRS 284 - Precoce de crescimento indeterminado; Excelente potencial produtivo também em áreas com a presença do nematoide de galha Meloidogyne javanica; Melhor desempenho em áreas com altitudes menores que 700 m; e
BRS 361 - Precoce de crescimento indeterminado; apresenta ciclo e porte que possibilitam a sucessão de culturas, a 2ª safra de milho.
BRS 334RR – Com Ciclo e porte que possibilitam a sucessão de culturas, a 2ª safra de milho, a cultivar pertence ao Grupo de Maturidade Relativa 7.5

Convênio Embrapa/Emater-GO/CTPA

BRSGO 6955RR: Lançamento de 2013, cultivar de ciclo super precoce, com ciclo médio de 104 dias e elevado potencial produtivo.
BRSGO 7360: excelente opção de cultivar convencional, precoce com resistência a nematoide de galha e cisto.
BRSGO 7460RR: Ciclo precoce com alto potencial produtivo, resistência ao nematoide de galhas e grupo de maturidade relativa 7.4.
BRSGO 7950RR: precocidade com alto potencial produtivo, ideal para solos bem corrigidos. Grupo de maturidade relativa 7.9.
BRSGO 8151RR: possui ampla adaptação, crescimento indeterminado, favorece a safrinha nas regiões ao Norte de Goiás em todo o estado de Mato Grosso.

Carina Gomes
Embrapa Soja
Contatos: (43) 3371-6067 

0 comentários

Postar um comentário