sábado, 16 de março de 2013

Projeto de pesquisa Instituto de Zootecnia de São Paulo: Remoção de plasma seminal na criopreservação de sêmen Bovino


Com a aquisição do aparelho IVOS (12.3 Hamilton-Thorne Bioscience) - CASA (Computerized Assisted Semen Analysis), um sistema de análise computadorizada de sêmen, o laboratório de reprodução de Centro de Bovinos de Corte, do Instituto de Zootecnia (IZ/APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (SAA), visa ser referência em avaliação de sêmen em bovinos.

Segundo o pesquisador do IZ, Fabio Morato Monteiro, a aquisição do aparelho irá dar suporte a futuros trabalhos no Centro CAPTA Bovinos de Corte em avaliação espermática de touros selecionados do programa de melhoramento genético. “O objetivo do laboratório de reprodução em Sertãozinho é ser, num futuro próximo, referência em análise de sêmen”.

“Vale ressaltar que, no Estado de São Paulo, a Secretaria de Agricultura, através do Instituto de Zootecnia, é uma das poucas Instituições no País que possui este aparelho para projetos científicos”, diz Monteiro. Existem apenas três aparelhos deste em São Paulo.

Pesquisa – O aparelho, adquirido através da Fundo de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) está sendo utilizado no projeto de pesquisa “Efeito da remoção de plasma seminal na criopreservação de sêmen de tourosbos indicus coletados por eletroejaculador, utilizando diferentes métodos de separação”.

O equipamento será de fundamental importância para o projeto mencionado, assim como para todos os futuros trabalhos relacionados com viabilidade espermática, pelo fato que as variáveis espermáticas serão minuciosamente investigadas pelo computador, revelando o desempenho dos espermatozoides após a congelação.

Monteiro explica que o sistema CASA é empregado em diversas espécies de mamíferos como os bovinos, permitindo, assim, analisar as variáveis detalhadamente, o que não é possível na análise convencional subjetiva. “Os resultados obtidos por esse método são mais fidedignos, comparados às avaliações padrões, para a determinação da qualidade de um ejaculado, elaboração de prognósticos de fertilidade e comparações de efeitos de diluidores e outras substâncias adicionadas ao sêmen com o intuito de ampliar sua viabilidade. Além disso, o método é prático rápido e de fácil execução”.

A importância da utilização do sistema CASA é justificada pela relevância da cinética espermática na determinação da fertilidade dos espermatozoides. Dentre as variáveis determinadas, a velocidade progressiva e os padrões de movimentação celular têm correlação com a penetração no muco cervical e em oócitos e, também, influenciam resultados de fertilização in vitro. “Esse sistema avalia a qualidade do sêmen depois do congelamento. São avaliações objetivas, não existem erros na interpretação da motilidade das células”, destaca Monteiro.

“Além disso, para publicarmos em Revistas Internacionais em Reprodução Animal com grande impacto científico é de fundamental importância a utilização deste equipamento devido a todos os benefícios mencionados”, completa o pesquisador.

Assessora de Comunicação Institucional e Imprensa – IZ

Lisley Silvério – Assessora de Imprensa

Tatiana Kawakami – Publicitária

Fone: (19) 3466.9434

E-mail: lisley@iz.sp.gov.br

0 comentários

Postar um comentário