quarta-feira, 20 de março de 2013

Embrapa: Novas cultivares de citros e forrageira são lançadas em exposição



A Embrapa Clima Temperado, Pelotas/RS em parceria com universidades, extensão rural e instituições de pesquisa pública e privada, lançam no estande institucional, dentro da Expoagro Afubra 2013, em Rio Pardo/RS, novas cultivares de citros e forrageiras como opções aos agricultores daquela região, que dedicam-se a cultura do fumo. A alta produtividade é a grande marca das duas novidades, resultantes de melhoramento genético realizado pela pesquisa agropecuária.
A tangerina híbrida URSBRS Hada, é um tangoreiro tardio tolerante ao cancro cítrico, pinta-preta e mancha marrom de alternária. É uma cultivar muito produtiva podendo atingir entre 25-30 toneladas por hectare. No Estado, a maturação dos frutos é tardia e a sua colheita ocorre entre outubro e dezembro, podendo ser antecipada ou retardada dependo das temperaturas médias da região.
Segundo o pesquisador Roberto Pedroso de Oliveira, os frutos verdes podem ser utilizados para a extração de óleos essenciais e os maduros para consumo in natura e produção de suco. “Os frutos tem em torno de 160g”, confirma. Por causa do seu tamanho, e também época de maturação, tem grande potencial no mercado. Possui uma acidez elevada, que desperta o interesse do mercado internacional de fruta fresca e produção de sucos.
Quanto ao manejo, a URSBRS Hada requer raleio de frutos e poda para produção anual de frutos de alta qualidade. “As plantas são exigentes quanto à adubação, devido à grande exportação de nutrientes e como são resistentes a doenças, os custos com cuidados fitossanitários são menores do que com outras espécies cítricas”, explica.
A novidade em forrageiras é o capim-elefante anão BRS Kurumi, desenvolvida por meio de cruzamentos e seleção, apresenta grande vantagem em relação à cultivar testemunha Mott em termos de produção. “Foi feita uma avaliação em Ituporanga/SC, onde a cultivar produziu o dobro da cultivar Mott, além disso, ela tem um maior número de afilhos, que representa uma maior capacidade de rebrote”, comentou a pesquisadora envolvida na geração do capim, Andréa Mittelmann.
De acordo com ela, o capim-elefante de porte anão difere dos de porte alto por ter entrenós mais curtos. “Mas, o número de nós e a quantidade de folhas não é alterado. Isso, é o que confere maior qualidade da forragem e facilidade no seu manejo”, completa.
Andréa Mittelmann conta que a BRS Kurumi é altamente produtiva e adaptada à região Sul do país, além das regiões do Cerrado e Amazônia.
Quem quiser adquirir mudas da BRS Kurumi ou ainda borbulhas da URSBRS Hada devem entrar em contato com o Escritório de Negócios do Capão do Leão, da Embrapa Produtos e Mercado pelos telefones (53) 3275-9199/ 3275-9291.
URSBRS Hada é um resultado de trabalho conjunto entre a Embrapa Clima Temperado e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e a BRS Kurumium resultado da parceria entre a unidade de pesquisas e as unidades da Embrapa Acre, Cerrados e Gado de Leite, APTA/SP, Epagri/SC e UENF/RJ.
Características
+ Tangerina URSBRS Hada
É vigorosa, com copa de porte médio e formato aberto
Possui coloração verde-clara
Frutos são grandes, com 160g, de casca lisa e fácil de descascar
Sabor agradável, com teor de açúcares de 12 brix
Menores custos de tratamento fitossanitário, pois é resistente a doenças
+ Capim-elefante anão BRS Kurumi
Adaptada à região Sul do Brasil
Porte baixo, com touceiras de formato semi-aberto
Folhas e colmos de cor verde
Crescimento vigoroso, grande capacidade de rebrote
Tem alta proporção de folhas e alta qualidade de forragem

Embrapa Clima Temperado
(53) 3275-8215

0 comentários

Postar um comentário