quinta-feira, 21 de março de 2013

Controle do Cascudinho Aviário


O Brasil é o maior exportador de carne de frango mundial. Para atender a esta demanda, foi necessário aumentar a produtividade. No entanto, para reduzir os custos de produção e aumentar o número de aves produzidas/ galpão, o sistema de criação aumentou a densidade de aves/m2 e a reutilização de cama por vários lotes. Este aumento de produtividade e reaproveitamento de cama, associado a outros fatores predisponentes, aumentou o desafio com o “cascudinho aviário”, inseto de nome Alphitobios diaperinus.

O cascudinho se adaptou muito bem aos aviários, pois a cama proporciona temperatura e umidade ideais para sua proliferação, que ocorre principalmente sob muretas e pilares gerando danos estruturais através do “afrouxamento” do solo, desestabilizando as estruturas. Além disso, outro dano estrutural provocado pelo cascudinho acontece quando eles perfuram as cortinas ao passarem para estágio de pupa, danificando assim o isolamento térmico das aves.

Outro prejuízo causado pela presença do cascudinho nos aviários deve-se ao fato das aves ingeriram larvas e os insetos adultos, levando à redução no ganho de peso, piora na conversão alimentar. Além disso, a carapaça desses insetos é composta por quinonas que são substâncias que podem causar lesões hepáticas e condenação desse órgão.

Sanitariamente, a ave também é comprometida, pois este inseto é considerado o reservatório de diversos patógenos como Salmonella, E. coli, Eimeria, virus de Gumboro entre outros, que além de acarretar em prejuízos à saúde das aves, aumentam o risco de contaminação da carcaça no abatedouro.

Para minimizar as perdas na produção das aves devido a presença do cascudinho no aviário, a Ourofino desenvolveu o Programa de Controle Integrado de Cascudinho que faz parte do PROAVE$ (Programa de Redução de Pragas e Patógenos Para Avicultura).

O Controle de cascudinho é realizado com o Colosso Pulverização, composto por três princípios ativos que agem sinergicamente: Cipermetrina – que é o inseticida mais eficiente do mercado; o Clorpirifós – também inseticida e com ação desalojante dos besouros das frestas/forro e a Citronela – que é um repelente natural.

Outro fator importante do Colosso, é que é o único produto no mercado para controle de cascudinho, com garantia de resíduos abaixo do Limite Máximo de Resíduos (LMR) tanto para os princípios ativos quanto para seus metabólitos.

Como utilizar o Colosso pulverização?


O Controle de cascudinho deve iniciar preferencialmente logo após a retirada das aves do galpão, pois com a saída das aves, a temperatura da cama diminui, fazendo com que os insetos migrem para galerias subterrâneas e frestas dos aviários, aumentando esta fuga em caso de galpão com piso de terra batida, para a casa do granjeiro, composteira, entre outros locais.

Deve afastar-se a cama das muretas, pilares e linha de comedouro ou amontoá-la no interior do galpão formando leiras com no mínimo 50 cm de altura e realizar aplicação do Colosso Pulverização com diluição de 1 litro do produto para 800 litros de água. A aplicação pode ser realizada com o mesmo sistema utilizado para a limpeza e desinfecção do galpão, atentando-se ao detalhe de que a solução deverá ser pulverizada com bomba de alta pressão com bico em leque. É importante aplicar a solução tanto dentro do galpão quanto na parte externa. Após a aplicação manter a cortina do galpão fechado por no mínimo 48 horas para melhor ação desalojante. Após este período, realizar o manejo de limpeza e desinfecção, inclusive varrendo para fora do galpão os cascudinhos e larvas mortas, o que evita que os pintinhos ao serem alojados venham a ingerir os insetos.

Vantagens do Colosso Pulverização no Controle do cascudinho:


- Produto registrado do Ministério da Agricultura e Pecuária para utilização em galpão avícola.

- Único com garantia de resíduos abaixo do Limite Máximo de Resíduos (LMR) tanto para os princípios ativos quanto para seus metabólitos.

- Eliminação dos cascudinhos antes de sua migração e, portanto antes de provocarem danos à estrutura do galpão.

- Altíssima eficiência logo após a primeira aplicação, quebrando o ciclo do cascudinho.

- Suporte do PROAVE$ OURO.

- Capacitação para Monitoramento e Avaliação de Eficácia do Programa.

Gráfico de Monitoria


Metanalise de trabalhos de monitorias e aplicação do Colosso realizadas pela equipe técnica Aves da Ourofino comprovando redução da infestação de cascudinho.

Ilustrações de rota de fuga e alojamento em frestas do cascudinho.
Por Camila Alves Machado, Médica Veterinária, Vendedora Técnica MG, Departamento Aves e Suínos, 


Fonte: Ourofino Agronegócios

0 comentários

Postar um comentário