sexta-feira, 1 de março de 2013

Alertas de Mercado: Boi , Frango e Suínos


Boi


Os preços do boi gordo têm se mantido praticamente estáveis no mercado brasileiro. Entre 20 e 27 de fevereiro, o Indicador do boi gordo ESALQ/BM&FBovespa passou de R$ 98,10 para R$ 97,95, ligeira queda de 0,16%. Segundo pesquisadores do Cepea, essa estabilidade persiste há muitas semanas. Desde o início do ano, por exemplo, o Indicador oscilou entre a mínima de R$ 97,02 (08/01) e a máxima de R$ 98,40 (08/02). Em fevereiro, o Indicador acumula pequena alta de 0,23%, até o dia 27. No geral, o ritmo de negócios, que já não era acelerado, esteve ainda mais lento no início desta última semana do mês. Muitos operadores ligados à compra e à venda de animais para abate recuaram.

Frango

As cotações do pintinho de corte subiram no acumulado deste primeiro bimestre, o que pode ser considerado atípico, segundo pesquisadores do Cepea. De modo geral, os preços dos pintinhos subiram com mais força em janeiro e se mantiveram firmes em fevereiro. Dados da Apinco mostram que, em outros anos, o alojamento de pintinhos costumava recuar entre dezembro e fevereiro, visto que a procura por carne tende a ser um pouco menor em início de ano. Neste ano, porém, a valorização esteve atrelada justamente à maior demanda por parte de integradoras.

Suínos

De acordo com dados do Cepea, os preços do suíno vivo e da carne seguem em queda no mercado brasileiro – esse movimento persiste desde o final de janeiro. Quanto aos insumos para a produção suinícola, as cotações do farelo de soja têm caído ainda com mais força em praticamente todas as praças. Os preços do milho também têm recuado em certas praças, mas não de forma intensa – em algumas regiões, inclusive, verifica-se alta. Nesse cenário, na parcial de fevereiro, o poder de compra de produtores tem aumentado frente ao farelo de soja, mas caído frente ao milho. Segundo pesquisadores do Cepea, as desvalorizações do animal vivo seguem atreladas basicamente à fraca demanda, já que o peso dos animais ainda está abaixo do ideal em algumas regiões acompanhadas pelo Cepea, o que representa certa diminuição da oferta.



Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

0 comentários

Postar um comentário