terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Embrapa: Rastreabilidade no trigo é destaque


A Embrapa Trigo (Passo Fundo, RS) leva ao Show Rural Coopavel, que acontece de 4 a 8/02, em Cascavel, PR, um sistema de rastreabilidade digital para o trigo que vai garantir a qualidade final dos alimentos. A tecnologia será apresentada na Casa da Embrapa.

Para atender as demandas de um mercado consumidor cada vez mais exigente, o setor produtivo precisa observar critérios na preservação da identidade, segregação e rastreabilidade dos produtos. No setor tritícola, os lotes podem ser segregados de acordo com a cultivar, a classe comercial, umidade, glúten e presença de micotoxinas, dentre outros atributos que caracterizam a qualidade e a aptidão tecnológica do trigo.

Esses parâmetros são influenciados pela cultivar, clima e região produtora, demandando sistemas de rastreabilidade para identificar a procedência e comunicar informações sobre o manejo e a qualidade dos produtos. Assim, a segregação possibilita agregar maior valor ao trigo, minimizando perdas e incrementando a qualidade, com melhor planejamento da produção, desde a escolha da cultivar até a definição de lotes para armazenamento e comercialização. Além da capacidade de rastrear alimentos ao longo da cadeia produtiva, outro importante objetivo do sistema de rastreabilidade é assegurar a segurança e a qualidade dos produtos.

O sistema de rastreabilidade digital está sendo desenvolvido pela pesquisadora Casiane Tibola, através de parceria estabelecida entre a Embrapa Trigo e o Grupo Mosaico da Informática da Universidade de Passo Fundo, com pesquisas realizadas a partir de registros do manejo adotado na fase de produção e de pós-colheita, conforme preconizado na Produção Integrada de Trigo (PIT). O sistema também está ligado ao Sisalert, projeto coordenado pelo pesquisador José Maurício Fernandes que alerta para a ocorrência de doenças no trigo e orienta o uso racional de fungicidas.

Desta forma, diferentes estruturas na cadeia produtiva de trigo, incluindo pesquisador, produtor, armazenador, moinho de trigo e indústria de alimentos, estão sendo envolvidas na inserção e transmissão de informações para a rastreabilidade. O sistema de rastreabilidade digital para o trigo será apresentado no Show Rural de forma interativa onde o visitante pode buscar as informações apenas tocando na tela e percorrendo os links.

A participação da Embrapa Trigo na feira também contará com analistas para informações sobre o cultivo de cereais de inverno no Brasil, como cultivares, sistemas produtivos e indicações técnicas.


Fonte: Embrapa Trigo

0 comentários

Postar um comentário