sábado, 1 de dezembro de 2012

Minas Gerais: Sistema de Crédito Rural desenvolvido pela Emater vai agilizar operações com o Banco do Brasil


A partir do dia 30 de novembro, a Emater-MG estará disponibilizando em sua intranet o Sistema de Crédito Rural (SCR) para as operações com o Banco do Brasil. O software irá facilitar e agilizar o atendimento aos agricultores que buscam recursos para as suas atividades.

O Sistema de Crédito Rural foi desenvolvido pela Emater-MG. O processo durou cerca de dois anos e envolveu a diretoria Técnica da Empresa, o Núcleo de Crédito Rural e a Assessoria de Informática. O objetivo é uniformizar os procedimentos relativos a crédito rural, melhorando os controles e segurança. “Buscamos simplificar as ações dos nossos técnicos, com a disponibilização de um grupo de planilhas que atenderá as mais diversas demandas de nossos clientes e cuja forma e conteúdo já estão previamente negociadas com o Banco do Brasil”, diz o diretor Técnico da Emater-MG, José Rogério Lara.

Para conseguir a liberação de recursos com o Banco do Brasil, o agricultor deve apresentar um projeto técnico elaborado pela Emater-MG. Nesse projeto constam diversos itens, como levantamento patrimonial, tecnologia recomendada e análise econômica financeira. “ O SCR irá simplificar o trabalho do extensionista da Empresa desde a elaboração do projeto até o acompanhamento do mesmo”, explica o coordenador técnico estadual do Núcleo de Crédito Rural da Emater-MG, Luiz Gonzaga Geraldo.

“Eu acho que o técnico, o produtor e a Emater-MG vão ganhar em segurança. O sistema irá permitir o acompanhamento do fluxo do projeto, maior controle sobre os valores que a Empresa deve receber pelo serviço prestado, e uma gestão mais eficaz das ações a serem realizadas pelos extensionistas para o desenvolvimento do projeto”, diz o coordenador técnico estadual do Núcleo de Crédito Rural da Emater-MG, Roberval Andrade.

Já o também coordenador técnico estadual do Núcleo de Crédito Rural, João Augusto Guabiraba, ressalta que o sistema irá gerar um banco de dados com informações importantes para o setor. “ Nós teremos um banco de dados com relatórios de saída que vai permitir atender nossos clientes, instituições parceiras, o governo estadual e será ainda uma ferramenta fundamental para dar suporte ao trabalho dos técnicos da Empresa”, afirma Guabiraba.

Fonte: Agência Minas

0 comentários

Postar um comentário