quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Alertas de Mercado: Arroz, Boi e Café



Arroz


Os preços do arroz continuam em queda no mercado gaúcho, conforme levantamentos do Cepea. Entre 11 e 18 de dezembro, o Indicador do Arroz em Casca Esalq/Bolsa Brasileira de Mercadorias-BM&FBovespa (Rio Grande do Sul, 58 grãos inteiros) caiu 1,41%, fechando a R$ 35,77/saca de 60 kg na terça-feira, 18. No acumulado de dezembro (até o dia 19), o Indicador registra queda de 4,77%. 

De maneira geral, nos últimos dias, a comercialização de arroz em casca manteve-se limitada a poucos lotes de arroz em depósito nas próprias beneficiadoras do estado. Empresas do Sudeste e do Centro-Oeste também adquiriram apenas poucos lotes. Muitas indústrias do Rio Grande do Sul estiveram fora de mercado. 

Parte dessas unidades está utilizando o arroz adquirido anteriormente para atender compromissos junto ao setor atacadista/varejista, enquanto outras têm retirado arroz comprado nos leilões de venda do governo federal. Das empresas que estiveram no mercado, parte delas deve encerrar as atividades ainda nesta semana, retornando às compras somente no início de 2013. 

Boi


Os negócios no mercado pecuário estão lentos, como usualmente ocorre no final do ano, segundo informações do Cepea. Como as escalas de abate, em muitos casos, já estão preenchidas, os poucos negócios têm sido fechados basicamente quando há necessidades pontuais, principalmente por parte de frigoríficos. Esse cenário tem se refletido em dispersão dos preços da arroba do boi, que variam de um caso para outro. De qualquer forma, a pressão sobre as cotações ainda predomina, muito embora a oferta de animais não seja considerada elevada. Entre 12 e 19 de dezembro, o Indicador do boi gordo ESALQ/BM&FBovespa (estado de São Paulo) registrou elevação de 0,57%, fechando a R$ 96,51 nessa quarta-feira, 19

Café

Os preços do café arábica registraram pequena alta nessa quarta-feira, 19. No entanto, a melhora nas cotações não foi suficiente para animar agentes no físico brasileiro e, com isso, o ritmo de negócios continua lento. Colaboradores do Cepea comentam que a tendência é que este cenário se mantenha até o final do ano. 

Nessa quarta-feira, o Indicador CEPEA/ESALQ tipo 6 bebida dura para melhor, posto na capital paulista, fechou a R$ 337,77/saca de 60 kg, ligeira alta de 0,5% em relação ao dia anterior. Em sete dias, no entanto, o recuo é de 2%. Quanto às exportações de café verde (arábica e robusta), o volume foi bastante reduzido na parcial da temporada 2012/13 (de julho a novembro/12) frente ao mesmo período de safras anteriores. De acordo com a Secex (Secretaria de Comércio Exterior), no acumulado da temporada, 11,2 milhões de sacas de café verde foram embarcadas, volume 11,6% menor que o do mesmo período do ano passado. 

Apesar de a safra 2012/13 brasileira ter totalizado produção recorde, esse é o menor volume exportado para o período desde 2007/08. Agentes consultados pelo Cepea comentam que o recuo nos embarques está associado, sobretudo, à forte retração de vendedores brasileiros, observada na maior parte da safra. 

Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

0 comentários

Postar um comentário