terça-feira, 6 de novembro de 2012

Epagri apresenta resultados de pesquisa em cebola


A equipe da Estação Experimental da Epagri de Ituporanga apresentou relatório final de pesquisas para a Fapesc, do Projeto de Desenvolvimento de Tecnologias para Produção Sustentável de Cebola em Santa Catarina. Os trabalhos foram desenvolvidos pelos pesquisadores da Epagri, Claudinei Kurtz, Francisco Olmar Gervini de Menezes Jr., Gerson Henrique Wamser, Hernandes Werner, Paulo A. S. Gonçalves, Sérgio Dias Lannes, Vivian Carré Missio. Os parceiros do projeto foram os professores da UDESC de Lages, Alvaro Mafra, Paulo Roberto Ernani, Jefferson L. M. Coimbra. O projeto recebeu recursos financeiros da Fapesc, no valor de R$ 210.798,00, que foram investidos para custear os trabalhos de campo e laboratório com pesquisa em cebola.

O objetivo do projeto foi avaliar tecnologias para a racionalização do uso de insumos em cebola. Os principais resultados foram difundidos para agricultores, técnicos e sociedade em geral em dia de campo em outubro do ano passado nas áreas a seguir.

Nutrição de plantas e manejo do solo

O sistema de plantio direto com uso de plantas de cobertura é eficaz como estratégia para diminuir o uso de herbicidas, e conservar a fertilidade e possibilitar o uso sustentável do solo.

A adoção de rotação de cultura de cebola com duas espécies de plantas de cobertura, mucuna e centeio, em plantio direto, promoveu incremento de 25% de produtividade, com 6,5 toneladas de bulbos por hectare pela média de três safras. O uso de adubação nitrogenada na cultura foi determinado entre 116 a 142 kg de nitrogênio por hectare, em solo argiloso, e 249 kg por hectare, em solo arenoso, sendo que doses menores são possíveis em sistema de plantio direto.

O sistema de parcelamento de adubação nitrogenada apresenta potencial na redução de perdas em armazenagem. O uso de micronutrientes apresenta efeito apenas quando aplicado via solo com zinco e boro. O uso de biofertilizantes não influenciou na incidência de tripes, produtividade e perdas em pós-colheita, sendo que o uso freqüente pode até causar desequilíbrios nutricionais. 

Fitossanidade

O uso de silício via adubação de solo não apresenta efeito sobre a incidência de doenças e de tripes. O uso de calda cúprica no manejo de doenças apresenta potencial para redução de fungicidas de alto impacto ambiental. O nível de ferro na folha apresentou relação positiva com o tripes para as duas cultivares analisadas, e os níveis de nutrientes fornecidos pela adubação de acordo com a recomendação oficial não favoreceram a incidência do inseto. A severidade de mofo se correlacionou negativamente com nitrogênio nas folhas de cebola. 

Melhoramento: 

O programa de melhoramento desenvolveu um trabalho para caracterizar e estimar a variabilidade genética da cebola cultivada em Santa Catarina. Com os resultados obtidos foi possível identificar que existe bastante variação entre os cultivares e isto indica que podem ser realizados cruzamentos para obter novas variedades.

Atualmente os programas de melhoramento desenvolvem cultivares precoces adaptadas às condições de clima e solo da região de cultivo. Como resultado deste trabalho, a Epagri está lançando a SCS366 Poranga. Este cultivar de cebola precoce é adaptado às nossas condições de cultivo e possui um ponto de colheita semelhante aos mais precoces do mercado.

Agroecologia e Sistema orgânico

O sistema de produção de cebola em sistema agroecológico com as cultivares recomendadas pela Epagri é utilizado pelos agricultores orgânicos, com destaque em produtividade para as cultivares Juporanga e Bola Precoce. Os agricultores orgânicos apoiados tecnicamente pelo projeto permanecem na atividade de cultivo de cebola em diversificação com outras olerícolas. 

Armazenagem

O sistema de armazenagem com pré-corte de bulbos apresenta potencial de uso, pois controla bem o carvão e melhora a qualidade de apresentação do produto.


Mais informações: Epagri/Estação Experimental de Ituporanga, no telefone: (47-3533-1409), e-mail: pesquisaeeitu@epagri.sc.gov.br

0 comentários

Postar um comentário