quinta-feira, 25 de outubro de 2012

SENAR E Sebrae Firmam parceria para a execução do Projeto Produção de Leite de Qualidade


A presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Conselho Deliberativo do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), senadora Kátia Abreu, assinou, nesta quarta-feira (24/10), convênio com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para a execução do Projeto Produção de Leite de Qualidade. A iniciativa vai promover a capacitação de produtores rurais das principais bacias leiteiras do país para atender os padrões de qualidade exigidos pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). “Queremos ter como foco os pequenos e médios produtores que utilizam o leite para vender e ter renda. Estas ações irão ajudar a fortalecer a classe média rural, que é uma das nossas prioridades”, disse a senadora Kátia Abreu.

Ao falar da parceria, a senadora destacou as condições do Brasil para ampliar a produção e a produtividade “sem precisar desmatar novas áreas”. “Podemos fazer muito com ações simples e sem prejudicar nossa sustentabilidade”, enfatizou. Lembrou que, graças às tecnologias desenvolvidas pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), o setor agropecuário ampliou sua produtividade e o preço dos alimentos ficou mais barato para a população. “Chegamos onde estamos sem logística, com baixa assistência técnica e alta carga tributária. Quem mais ganhou com isso foi a sociedade. As famílias brasileiras, que há 50 anos gastavam metade da renda com alimentação, hoje gastam 13%, 14% do orçamento com comida. Temos uma dívida de gratidão com a Embrapa”, afirmou.

Ela defendeu, também, que os produtores tenham mais acesso à assistência técnica e à extensão rural, como forma de ampliar e fortalecer a classe média rural no Brasil. Neste contexto, a presidente da CNA informou que está discutindo com o governo a criação de um órgão voltado para esta finalidade. A senadora abordou, ainda, outras ações que a CNA vem desenvolvendo para fortalecer a qualidade dos produtos agropecuários e a qualidade do setor. Uma delas foi a Plataforma de Gestão Agropecuária (PGA), desenvolvida em parceria com o Mapa para integrar a base de dados de todo o rebanho brasileiro. “Começamos a PGA com a pecuária de corte, mas estenderemos para a pecuária de leite e a outras culturas”, frisou.

Outra iniciativa mencionada foi a campanha Time Agro Brasil, para consolidar a imagem do agronegócio sustentável no Brasil e no exterior e que tem como estrela o Rei Pelé. Em relação a ações específicas para os produtores de leite, ela defendeu que eles tenham mais facilidade de acesso ao crédito para financiar os tanques de resfriamento de leite. “Esse financiamento pode ser obtido junto às cooperativas”, ressaltou a senadora, na presença do secretário de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo do Mapa, Caio Rocha. Pediu, ainda, a desburocratização das regras para a comercialização de queijos artesanais. “As regras existentes hoje praticamente inviabilizam a venda de queijos artesanais brasileiros para outros países, enquanto todo o mundo comercializa esses produtos”, justificou.

Para o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Nacional e vice-presidente da CNA, Roberto Simões, o programa Produção de Leite de Qualidade poderá ajudar o Brasil a ser um dos principais mercados mundiais de leite. “Temos condições de ser um dos principais players com ações simples, inovadoras e de baixo custo”, enfatizou. Na avaliação do diretor-presidente do Sebrae, Luiz Barretto, a parceria vai reforçar a boa imagem dos produtos brasileiros no exterior. “O Brasil, que hoje é o quinto produtor mundial de leite, poderá ser o terceiro nos próximos anos”, disse. Já o secretário de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo do Mapa, Caio Rocha, disse que o governo será parceiro do setor privado para melhorar a qualidade do leite.


Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109 1411/1419
www.canaldoprodutor.com.br

0 comentários

Postar um comentário