terça-feira, 30 de outubro de 2012

São Paulo: Preços Agropecuários Sofrem Queda



Após 18 quadrissemanas de altas consecutivas, o IqPR (Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista) fecha negativamente na terceira quadrissemana de outubro. A queda do índice é puxada principalmente pelas cotações do tomate para mesa e da banana nanica. No período analisado, 11 produtos apresentaram alta de preços e 9 sofreram queda. 

O IqPR, que mede os preços pagos ao produtor rural, registrou queda de 0,83% na terceira quadrissemana de outubro de 2012, de acordo com o Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo. Os produtos que registraram as maiores altas foram arroz (12,54%), batata (10,91%), laranja para mesa (9,71%) e carne suína (5,20%), afirmam os pesquisadores Luis Henrique Perez, Danton Leonel de Camargo Bini, Eder Pinatti e José Alberto Angelo, autores do artigo.

De acordo com o estudo, a lenta liberação de estoques de arroz pelos produtores motivou o reajuste dos preços do produto do campo ao consumidor final. Com relação à batata, a forte estiagem de agosto e setembro prejudicou a produção e provocou a elevação de seus preços. Depois de atingir valores muito próximos dos custos de produção, os preços da laranja de mesa mostram pequena reação.

No caso da carne suína, o aumento nos volumes de cevados, direcionados ao mercado internacional, via exportação, reduziu a competição no mercado interno e melhorou os preços recebidos pelos suinocultores em meados de outubro.

As maiores quedas desta quadrissemana foram: tomate para mesa (67,18%) e banana nanica (19,60%).

Recuperando-se da grande perda de safra em junho, a produção de tomate voltou ao normal reduzindo substancialmente seus preços. A elevação da temperatura e a maior ocorrência de chuvas começam a acelerar a formação dos cachos de banana e a aumentar a oferta. Por outro lado, começa também a aumentar a oferta de frutas concorrentes dando início a ciclo de preços declinantes.

Para ler o artigo na íntegra, acesse: www.iea.sp.gov.br

Mais informações:
Instituto de Economia Agrícola 


Nara Guimarães 
Assessora de Imprensa 
Tel: (11) 5067-0498

0 comentários

Postar um comentário