sexta-feira, 26 de outubro de 2012

EPAGRI: Lançamento do Livro sobre Produção de Leite a Pasto


O lançamento do livro editado pela Epagri aconteceu durante a abertura da ExpoLages 2012, no dia 19 de outubro, ocasião em que o presidente da Associação Rural de Lages, Márcio Cícero Pamplona, entregou um exemplar ao governador João Raimundo Colombo. O presidente da Epagri, Luiz Hessmann prestigiou a abertura da Feira e entregou um volume do livro às outras autoridades presentes na solenidade.

O livro possui quinze capítulos e 626 páginas e aborda todos os temas importantes na produção de leite no Estado de Santa Catarina. No total são 39 autores e desses, 35 são pesquisadores e extensionistas da Epagri. Os demais pertencem a Udesc/CAV, Embrapa/Gado de Leite e USP/Pirassununga. Todos os capítulos foram revisados por professores de universidades, principalmente UFSC/CCA e Udesc/CAV ou pesquisadores da Epagri.

A proposta de elaborar o livro foi a de contribuir para solidificação do sistema de produção de leite à base de pasto em Santa Catarina e, assim, tem como principal objetivo instrumentalizar técnicos e produtores nas diversas áreas que envolvem a produção leiteira, tratando de temas como: princípios da produção à base de pasto, alimentação de bovinos de leite, pastagens, planejamento forrageiro, implantação, manejo e adubação das pastagens, conservação da forragem, manejo do rebanho, recursos genéticos, sanidade, qualidade do leite e instalações, além de disponibilizar ferramentas necessárias para a realização da administração e controles imprescindíveis na propriedade rural leiteira.

O livro expressa as tecnologias geradas, adaptadas e difundidas em Santa Catarina nos últimos anos, que possibilitou ao Estado ocupar a quinta posição como produtor de leite no Brasil, sendo que há vários anos é a produção que mais cresce proporcionalmente em nível nacional. Também preconiza a utilização da pastagem como fonte básica de alimentação na bovinocultura de leite, o cultivo e manejo das forragens mais adaptadas a cada condição regional, a subdivisão de pastagens e o pastoreio rotativo.

Além da sua maior eficiência econômica, o sistema implica em menor dependência de insumos externos à propriedade, com vantagens ambientais e para a saúde dos produtores e consumidores em relação aos sistemas convencionais de produção leiteira, além de respeitar o bem estar animal.

Os recursos para a publicação são oriundos do Projeto Ater Epagri/MDA. A tiragem é de 1000 exemplares que serão distribuídos a técnicos e produtores de leite em Santa Catarina.

Mais informações: Ulisses de Arruda Córdova/Pesquisador da Epagri/EEL, no telefone: (49 – 3224-4400), e-mail: Ulisses@epagri.sc.gov.br

0 comentários

Postar um comentário