quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Reunião de Soja lança 14 cultivares para a Região Sul

39ª Reunião de Pesquisa de Soja da Região Sul encerrou no dia 26/07, com 14 cultivares lançadas e mais de 50 trabalhos científicos apresentados. O destaque do evento foi a formulação de uma carta sugerindo alterações no zoneamento agrícola de risco climático para a cultura da soja no Rio Grande do Sul para a safra 2012/13, um antigo pleito do setor produtivo da Metade Sul, onde alguns municípios não estão contemplados pela Portaria 136/2012, que indica as épocas e locais mais aptos ao cultivo para acesso ao seguro agrícola.

De acordo com os pesquisadores da Comissão de Ecologia, Fisiologia e Práticas Culturais da 39ª Reunião da Soja da Região Sul, alguns dados levantados para indicação de épocas de semeadura da soja no Rio Grande do Sul são da década de 1980 e não refletem as cultivares atualmente em uso nas lavouras. “Ao longo destas três décadas, ocorreram muitos avanços na cultura, com o lançamento de um grande número de cultivares, genótipos mais precoces e com novas características de planta, novos conhecimentos sobre clima, solo e práticas de manejo melhorando o desempenho produtivo da soja”, considera o pesquisador da Embrapa Trigo, Mércio Luiz Strieder.

Segundo o grupo da Reunião, composto por mais de 200 especialistas, as pesquisas conduzidas na Metade Sul, por instituições como o IRGA e a Embrapa, têm mostrado resultados positivos da soja em solos tradicionalmente destinados para o cultivo do arroz ou na rotação com arroz irrigado, e na integração lavoura-pecuária, beneficiando o controle de plantas daninhas e a fixação de nitrogênio. Outro argumento para a revisão do Zoneamento é o limite municipal utilizado pelo documento para definir áreas mais ou menos aptas ao cultivo da leguminosa, onde áreas vizinhas, iguais em solo e em clima, que são divididas somente por uma cerca ou estrada vicinal, estão classificadas diferentemente pelo critério do zoneamento.

De acordo com o pesquisador da Embrapa Clima Temperado, Giovani Theisen, a carta endossa as demandas da representação do setor produtivo apresentadas durante a Reunião, que podem ser resumidas em dois pontos: antecipação da data de semeadura da soja na Metade Sul para 21 de outubro e a inclusão de alguns municípios da região no zoneamento. 



O documento deverá ser encaminhado para a Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), na próxima semana, solicitando a possibilidade de revisão do trabalho executado pela empresa Agroconsult, que é a responsável por esse tipo de estudo junto ao Mapa. “É preciso lembrar que a mudança solicitada terá carácter excepcional e temporário, uma medida emergencial para a próxima safra. 


Os ajustes em médio prazo serão resultado de uma rede de pesquisa, formada pelas instituições de pesquisa e extensão, com apoio de empresas privadas e do setor produtivo, que vai avaliar o comportamento de cultivares de soja atualmente indicadas e assim refinar seu manejo, além de subsidiar eventuais ajustes quanto ao zoneamento”, esclarece Theisen.

Resultados da Reunião
Na comissão de Fitopatologia, a pesquisa está orientando para a utilização de misturas comerciais de triazóis com estrobilurinas no controle da ferrugem asiática, devido à baixa eficiência de controle da doença registrado nos ensaios cooperativos com uso isolado de triazóis. Outra indicação é para que as empresas obtentoras realizem testes de reação à doença mancha olho-de-rã, que causou severas perdas na Argentina nas safras 2008/09 e 2010/11.

Na comissão de Nutrição Vegetal e Uso do Solo, o grupo avaliou a urgência no desenvolvimento de estudos sobre a eficácia da aplicação do gesso no solo para aumentar o rendimento da soja, além da avançar nas pesquisas sobre o efeito dos adubos e estimulantes.

Na comissão de Ecologia, Fisiologia e Práticas Culturais foi definida a alteração da denominação dos ciclos de maturação da soja: ciclo tardio para GMR (Grupo de Maturidade Relativa) > 7.4; de ciclo semitardio e médio para GMR ≤7.4 a ≥6.4; semiprecoce e precoce para GMR < 6.4.

Na comissão de Melhoramento, foram lançadas 14 cultivares de seis obtentores: Embrapa Soja - BRS 360 RR; Sementes DonMario - BMX Tornado RR (6863 SRF), BMX Veloz RR (5053 SRF) e BMX Alvo RR (DM 5.9; Sementes Agropastoril - AMS Tibagi RR; COODETEC - CD 2585 RR, CD 2630 RR e CD 2737 RR; FT Sementes RS - FT Ibyara RR; CCGL TEC - TEC 5721 I PRO, TEC 5833 I PRO; TEC 5936 I PRO, TEC 7849 I PRO e FUNDACEP 66 RR.

A publicação com as Indicações Técnicas para a Cultura de Soja no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina para as safras 2012/12 e 2013/14 deverá estar disponível no site da Embrapa Trigo (www.cnpt.embrapa.br) nos próximos meses. A 39ª Reunião de Pesquisa de Soja da Região Sul foi realização da Embrapa Trigo e Apassul, com apoio da Embrapa Soja e Embrapa Produtos e Mercado. O patrocínio foi de Syngenta, Basf, IHARA, COODETEC, Nidera, Brasmax, Cheminova, Semeato, UBYFOL e Total Biotecnologia. A próxima edição da Reunião está marcada para 2014, na Embrapa Clima Temperado, em Pelotas, RS.

Joseani M. Antunes – jornalista (MTb 9396/RS)
Embrapa Trigo
Tel.: (54) 3316-5800
 
joseani@cnpt.embrapa.br

0 comentários

Postar um comentário