terça-feira, 28 de agosto de 2012

Minas Gerais: IMA assume postos de fiscalização da Secretaria da Fazenda


Tendo como objetivo principal o de reforçar a fiscalização de veículos que realizam o transporte de animais e vegetais nas rodovias mineiras, o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) assumiu seis postos de fiscalização da Secretaria da Fazenda (SEF) que estavam desativados desde junho deste ano.

O instituto, em trabalho de parceria com a SEF, já realizava a fiscalização sanitária do trânsito de animais, vegetais, seus produtos e subprodutos em alguns destes postos. No entanto, após o fechamento dos mesmos, o IMA assumiu a administração e a manutenção e está aguardando a doação oficial por parte da secretaria.

Os postos de fiscalização ficam localizados em uma importante rota para o escoamento dos produtos do setor agropecuário, com passagem constante de veículos transportadores de animais, produtos e subprodutos, bem como as cargas de diversos produtos de origem vegetal com destinos variados dentro do Estado e para trânsito interestadual, além daqueles vindos de outros estados da Federação. São eles: Córrego Dantas (BR-262, Km-582); Fronteira (BR-153, Km-246); Paracatu (BR-040, Km-5); Planura (BR-364, Km-01); Conceição das Alagoas (BR-427, Km-42) e Iturama (MG-426, Km-17).

Fiscalização do trânsito

A fiscalização do trânsito de produtos agropecuários que circulam em Minas Gerais constitui um importante alicerce para as ações da defesa agropecuária, ao evitar a introdução e disseminação de doenças e pragas sob controle do IMA.

Quando se fala em defesa agropecuária, não se pode esquecer que todos os ambientes, onde as populações animais e vegetais estejam presentes existe a necessidade de se ter um controle e informações precisas para promover a manutenção e recuperação da saúde animal e vegetal, a qualidade e quantidade de produção e preservação do meio ambiente e a proteção do patrimônio fitossanitário do território mineiro.

De acordo com o diretor-geral do IMA, Altino Rodrigues Neto, o controle intensivo do trânsito é uma ação de extrema importância, que colabora para o rastreamento de cargas em Minas. “A vigilância, principalmente nas divisas do Estado, colabora com a investigação e identificação de cargas irregulares, através de um controle on-line do trânsito de animais e vegetais, evitando que doenças e pragas sejam disseminadas”, diz.

Para Rodrigues Neto, quando se pensa em proteger o Estado para manter áreas indenes a pragas e doenças, torna-se primordial a implantação, manutenção, aprimoramento e supervisão dos postos de fiscalização sanitária. Desta maneira, todo veículo que transporta produtos de origem animal está sujeito à fiscalização do IMA. Os produtos também devem estar devidamente identificados com rótulos, lacres, carimbos e chancelas de inspeção, esta última, indispensável a todos que são de origem animal.

Já as fiscalizações dos documentos para o transporte de vegetais visa impedir a disseminação de pragas no estado. A fiscalização é feita através de inspeções das cargas, aferição de Notas Fiscais, conferência da própria Permissão de Trânsito Vegetal (PTV) e Certificado Fitossanitário de Origem (CFO), documentos que são exigidos por Lei Federal e Estadual.

Fonte: Agência Minas

0 comentários

Postar um comentário