sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Embrapa: 1º Sumário de Avaliação Genética de ovinos da raça Morada Nova


A Embrapa Caprinos e Ovinos (Sobral-CE) lança na próxima sexta-feira (03/08), às 9h, no parque de exposições do município de Morada Nova (CE), o 1º Sumário de Avaliação Genética do Núcleo de Melhoramento Genético Participativo de Ovinos da Raça Morada Nova. O documento, que tem como autores os pesquisadores Luciana Shiotsuki e Olivardo Facó, reúne informações sobre onze rebanhos participantes do Núcleo de Melhoramento Genético Participativo e é também o primeiro sumário de raças lançado pela Unidade em sua história.

O Sumário de Avaliação Genética tem como objetivo fornecer subsídios aos criadores do Núcleo para a identificação de animais geneticamente superiores para várias características produtivas e reprodutivas, servindo como ferramenta auxiliar no processo de seleção de reprodutores, matrizes e animais jovens e orientação dos acasalamentos. Os dados foram obtidos a partir de escriturações zootécnicas dos rebanhos participantes, assistidos pelo Programa de Melhoramento Genético de Ovinos e Caprinos de Corte (GENECOC) da Embrapa.

A publicação traz informações coletadas entre 2006 e 2011 e destaca os resultados do percentual de 5% de animais machos com melhores avaliações em testes de desempenho e 3% das melhores fêmeas, de um universo total de 3.266 ovinos, segundo características como peso ao nascer, peso na desmama, ganho de peso, prolificidade, entre outras. "É um resultado de um trabalho conjunto do Núcleo, que promove a raça, agrega valor aos produtos e valoriza a preocupação com a correta escrituração zootécnica", destaca a pesquisadora Luciana Shiotsuki.

Luciana ressaltou também a metodologia participativa do Núcleo. Os objetivos da seleção dos animais foram definidos de forma conjunta com os produtores rurais participantes e entidades componentes da Rede Morada Nova (conjunto de instituições, lideradas pela Embrapa, responsáveis pelo estudo e atuação na preservação da raça). Foram eles: melhorar a velocidade de crescimento e a precocidade de acabamento, preservando o padrão racial e as características de fertilidade, prolificidade, adaptação ao semiárido, baixo tamanho adulto e habilidade materna. Assim, um sistema de escrituração zootécnica foi implantado com vistas a estabelecer o adequado controle de genealogia e do desempenho reprodutivo e produtivo, com base na identificação individual dos animais e as fichas de escrituração zootécnica.

Segundo Luciana, a ideia é de, a partir desta experiência pioneira, publicar anualmente sumários de avaliação genética da raça. "Com a colaboração dos criadores, podemos entregar este resultado cuja abordagem poderá servir também para outras raças", frisou ela. Além dela e de Olivardo Facó, também estarão na solenidade de lançamento o chefe-geral da Embrapa Caprinos e Ovinos, Evandro Holanda Júnior, e os pesquisadores Selmo Fernandes, Kleibe Moraes e Ernandes Belchior. O lançamento acontece durante a programação da XXI Expomova, feira agropecuária do município, que acontece de 1º a 5 de agosto.

Rede Morada Nova
A atuação da Embrapa Caprinos e Ovinos para conservação e melhoramento genético da raça Morada Nova teve início em 2006, quando criadores dos municípios de Morada Nova, Limoeiro do Norte e Jaguaretama, na microrregião do Baixo Jaguaribe (CE) manifestaram à prefeitura de Morada Nova e ao Sebrae a preocupação com a redução do número de produtores e do efetivo de ovinos. Estas instituições procuraram a Embrapa para ação que pudesse revitalizar a produção de ovinos da raça.

A Morada Nova chegou a estar sob risco de extinção, mesmo sendo animais adaptados ao semiárido, com altas taxas de fertilidade e potencial de produção de carne e pele. A raça teve substancial redução no tamanho de sua população, devido à importação de raças exóticas e ao seu uso indiscriminado em cruzamentos.

Em 2007, com o apoio financeiro do Banco do Nordeste do Brasil, teve início o projeto "Núcleo de Conservação e Melhoramento Genético da Raça Morada Nova", coordenado pela Embrapa Caprinos e Ovinos. Em 2008, as ações desse projeto foram fortalecidas a partir do projeto em rede "Caracterização e bases para o melhoramento genético de ovinos da raça Morada Nova" (Rede Morada Nova), constituída pela Embrapa, Associação Brasileira dos Criadores de Ovinos da Raça Morada Nova (ABMOVA), Sebrae, Prefeitura de Morada Nova, Banco do Nordeste, Federação de Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará (FAEC) e as universidades Estadual do Ceará, Estadual do Sudoeste da Bahia, Estadual Vale do Acaraú, Federal do Ceará, Federal da Paraíba, Federal do Piauí, Federal Rural de Pernambuco e Federal Rural do Semiárido.

Adilson Nóbrega – jornalista (MTB/CE 01269JP)
Embrapa Caprinos e Ovinos
adilson@cnpc.embrapa.br
Tel.: (88) 3112.7483

0 comentários

Postar um comentário