terça-feira, 21 de agosto de 2012

Aparelho que mede a firmeza de folhas é demonstrado em curso de pós-colheita



O aparelho Wiltmeter, licenciado para a Marconi Equipamentos e Calibração para Laboratórios, empresa de Piracicaba (SP), será demonstrado na terça-feira (22) , às 10h20, aos participantes do II Curso de Pós-Colheita em Frutas e Hortaliças que a Embrapa Instrumentação (São Carlos – SP) está realizando até 24 de agosto.

Com o aparelho é possível saber se uma planta está ou não necessitando de água. Há vários métodos para esta análise, mas o Wiltmeter tem apresentado vantagens em relação às ferramentas usadas tradicionalmente. O equipamento mede a turgescência de folhosas, ou seja, mede a firmeza, a murcha das folhas. A turgescência é fator primordial de qualidade relacionado ao conteúdo de água e prejudicado pela perda dela. Essa medida, assim como a pressão sanguínea nas pessoas, indica o grau de saúde das plantas e seu comportamento frente às variáveis de clima, solo, temperatura, unidade de ar e disponibilidade de água.

Antes da prática, haverá uma exposição teórica sobre volumes gasosos intercelulares, trocas gasosas e respostas mecânicas de frutas e hortaliças a estresses de compressão e impacto e aspectos morfológicos, além dos cuidados relativos à desidratação de frutas e hortaliças durante o armazenamento.

De acordo com o pesquisador Adonai Gimenez Calbo, futuramente com o desenvolvimento de instrumentos de uso popular, a firmeza característica das frutas e hortaliças volumosas, como tomate, manga, goiaba, melão, batata e cenoura deverá ser quantificável pelos consumidores na hora da compra, no varejo. “Através dessa informação técnica, tabelada e com instrumentos de grande simplicidade, as pessoas saberão, por elas mesmas, se o produto que estão adquirindo, de acordo com a espécie, a cultivar e o estágio de amadurecimento, possui as características desejáveis no momento do consumo”.

Curso


O II Curso de Tecnologia Pós-Colheita em Frutas e Hortaliças tem como proposta capacitar produtores, atacadistas, varejistas, técnicos e especialistas na cadeia produtiva para a aplicação de tecnologias que minimizem perdas e ampliem melhorias no setor.

Durante os cinco dias de evento serão apresentados 23 temas aos participantes, vindos de seis estados brasileiro, que serão contemplados com atividades teóricas e práticas, além de excursões técnicas a duas unidades de beneficiamento do estado de São Paulo.



Joana Silva ( MTb 19554)
Embrapa Instrumentação
16) 21072901

0 comentários

Postar um comentário