terça-feira, 1 de maio de 2012

Embrapa Apresenta Geotecnologias Aplicadas à Agropecuária na Agrishow



A Embrapa Monitoramento por Satélite vai apresentar, durante a feira Agrishow, exemplos de aplicações de geotecnologias em temas como defesa sanitária e gestão dos recursos naturais para a agricultura. O sistema WebGIS desenvolvido no âmbito do programa de apoio à inovação agrária de Moçambique, na África, e o projeto para subsidiar ações de controle às enfermidades bovinas na região de fronteira do Brasil serão os destaques no evento.

A 19ª edição do Agrishow acontece de 30 de abril a 4 de maio, em Ribeirão Preto (SP). A Embrapa Monitoramento por Satélite estará presente no estande do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.


Localizada em Campinas (SP), a Unidade da Embrapa desenvolveu metodologia para a organização e integração de bases de dados geográficos capaz de contribuir para a tomada de decisão em diversos segmentos da sociedade. Os WebGIS são concebidos como sistemas de informações geográficas disponibilizados na internet. Por meio deles, é possível consultar informações georreferenciadas sobre determinada área, manipulando diferentes planos de informação, cruzando dados e construindo mapas de acordo com o interesse do usuário.


WebGIS Moçambique

Sistema dinâmico e interativo, o WebGIS Moçambique visa subsidiar o mapeamento das potencialidades para a produção agropecuária no país africano. Disponível na internet, o sistema permite a qualquer usuário consultar informações georreferenciadas de modo amigável, selecionando dados e construindo mapas de acordo com o seu interesse.

O WebGIS Moçambique contempla informações sobre solo e aptidão agrícola para culturas como soja, milho, mandioca, arroz, amendoim e algodão, informações sobre uso e cobertura do solo, bacias hidrográficas e dados da infraestrutura de transporte, entre outras informações.


O sistema é um dos resultados do Programa de Apoio à Plataforma de Inovação Agrária de Moçambique, uma cooperação tripartite que envolve a Agência Brasileira de Cooperação (ABC), a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) e o país africano. O foco é o fortalecimento do Instituto de Investigação Agrária de Moçambique (IIAM) e a cooperação na área de pesquisa, desenvolvimento e transferência de tecnologia.

As atividades da Embrapa são coordenadas pela Secretaria de Relações Internacionais e contam com a atuação de várias unidades.


SIT-Aftosa
O projeto SIT-Aftosa, intitulado Sistema de Informação Territorial da Faixa de Fronteira para Defesa Agropecuária, foi desenvolvido pela Embrapa Monitoramento por Satélite para apoiar o planejamento e monitoramento de ações de controle e combate às enfermidades bovinas e fornecer informações para a elaboração de medidas preventivas contra surtos de febre aftosa. O projeto utiliza imagens de satélite e dados de toda a faixa de fronteira entre Brasil, Paraguai, Bolívia e Peru.

A ideia é apoiar ações de vigilância e defesa sanitária, fornecendo informações georreferenciadas aos agentes responsáveis e demais envolvidos nos processos decisórios. O projeto foi financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e será disponibilizado para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) em 2012.


WebGIS Moçambique: www.cnpm.embrapa.br/projetos/mocambique

SIT-Aftosa: www.cnpm.embrapa.br/projetos/aftosa

Graziella Galinari (MTb 3863 / PR)
Embrapa Monitoramento por Satélite - http://www.cnpm.embrapa.br/
graziella@cnpm.embrapa.br
Fone: (19) 3211-6200

0 comentários

Postar um comentário