quinta-feira, 1 de março de 2012

Senadora Kátia Abreu Em Defesa dos Pecuaristas Brasileiros


A presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu, defendeu o livre mercado e criticou a proposta dos frigoríficos brasileiros de taxar em 30% as exportações de gado em pé. “Os frigoríficos querem de verdade é criar reserva de mercado, abaixar o preço do boi aqui dentro, aumentar os seus lucros, para esconder não só os seus ganhos, mas às vezes até a sua incompetência”, afirmou em discurso no plenário do Senado.

A proposta de taxação dos embarques de animais vivos foi feita pela Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (ABIEC), Associação Brasileira de Frigoríficos (ABRAFRIGO) e União Nacional da Indústria e Empresas de Carne (UNIEC) ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

O rebanho brasileiro é de 200 milhões de cabeças e as exportações de boi em pé somaram, em 2011, 404.853 animais, de acordo com dados da CNA. Parte dos animais exportados são para reprodução.

Para a senadora Kátia Abreu, o argumento das indústrias - de que as exportações de animais vivos comprometem o abastecimento de carne bovina para o mercado interno - não é real. “Todos já sabem de cor e salteado que, de toda a produção de carne do Brasil, o mercado interno é abastecimento com 80% de toda carne produzida. Apenas 20% da carne produzida no Brasil é exportada”, afirmou.

No discurso, a senadora Kátia Abreu lembrou que, nos últimos cinco anos, os preços do boi tiveram fortes quedas e que os pecuaristas foram obrigados a vender as fêmeas do rebanho.

“Esses frigoríficos agora estão tomando o amargo veneno que eles próprios colocaram no País, porque, lá atrás, quando os preços caíram porque havia excesso de animais no mercado, eles não quiseram pagar um pouco mais aos pecuaristas, que foram obrigados a abater seus rebanhos”, afirmou. Em função desses abates, a oferta de animais diminuiu e os preços estão reagindo.


Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109 1411/1419

http://www.canaldoprodutor.com.br/

0 comentários

Postar um comentário