terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Novo Foco de Aftosa é Confirmado no Paraguai



O Serviço Nacional de Qualidade e Saúde Animal (Senacsa) do Paraguai confirmou nesta segunda-feira (2/1) um novo foco de febre aftosa em uma fazenda de criação de gado no departamento de San Pedro, pouco mais de três meses depois da detecção da doença na mesma região. 

O diretor do organismo, Daniel Rojas, disse à rádio "Ñanduti" que se trata de "um novo foco confirmado por laboratório da suspeita reportada no estabelecimentoNazareth, na localidade de Aguaray-Amistad, distrito de San Pedro", 330 quilômetros ao nordeste de Assunção. 

Rojas afirmou que o novo foco está localizado a 15 quilômetros da fazenda na qual em 18 de setembro foi declarado o primeiro foco, o que obrigou o sacrifício de 820 cabeças de gado e a suspensão cautelar das exportações de carne. 

O funcionário anunciou que o "movimento de animais felizmente não foi reatado" nessa zona após o levantamento das medidas restritivas anunciadas pelo governo depois do episódio anterior da doença, que atinge bovinos, ovinos, suínos e caprinos, mas não afeta seres humanos. ”O risco de expansão não é grande", afirma Rojas. Segundo ele, a fazenda Nazareth será interditada e os animais doentes serão sacrificados. 

O foco anterior de febre aftosa obrigou as autoridades do Paraguai, oitavo maior exportador mundial de carne bovina, a suspender as vendas do produto, embora posteriormente nações como Brasil, Rússia e Venezuela tenham reaberto seus mercados. 


Fonte: MAPA e Globo Rural

0 comentários

Postar um comentário