quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

EUA Autorizam Importação de Carne Suína Brasileira



Em telefonema ao governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD), o ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro, informou que os Estados Unidos autorizaram a exportação da carne suína brasileira para o país. "Os EUA permitiram que nós escolhêssemos as plantas. Isso é extraordinário para a economia. O governador ficou vibrando", comemorou.

O diretor do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa) , Luiz Carlos de Oliveira, informou que Santa Catarina foi autorizada a exportar carne fresca. "Os demais estados livre de febre aftosa venderão carne termicamente processada", disse. O ministro ressaltou que a ação dos EUA abre o mercado internacional para o produto brasileiro. "Agora vem Japão, vem Coreia", pontuou.

O processo de abertura do mercado americano levou anos. Em novembro de 2010, o país sinalizou que começaria a comprar o produto de Santa Catarina, Estado livre de aftosa sem vacinação. Desde então, o governo negociava a lista das unidades que poderiam vender ao país.

Oliveira disse que o governo brasileiro indicará seis empresas para o comércio de carne imediato com os Estados Unidos. "O potencial é de 10 empresas até fim do ano", estimou Oliveira.

Na realidade, conforme explicou posteriormente, tratam-se de seis plantas de três empresas situadas em Santa Catarina, único Estado livre de febre aftosa sem vacinação, com potencial de dez unidades autorizadas até o final do ano. "Já escolhemos as empresas e a lista sairá na semana que vem. As empresas escolhidas serão informadas ainda nesta semana", disse Oliveira.

‘Determinação de Dilma é abrir mercados’

O ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro, disse que a determinação da presidente Dilma Rousseff à Pasta é a de que o País abra mercado no exterior.

"A Rússia nos atrapalhou muito no mercado externo", avaliou o ministro em relação ao embargo feito pelo maior comprador de carnes do País. "Com a decisão dos EUA, temos novo patamar e, certamente, abriremos outros mercados", previu. Mesmo na relação com os Estados Unidos, o Brasil enfrentou problemas em 2010 e 2011 por causa da carne bovina. O produto brasileiro foi rejeitado pelo país por conta de denúncia de excesso de vermífugo no alimento. "A situação foi totalmente superada, mas é uma luta constante."

Segundo Mendes Ribeiro, a autorização americana repercutirá em países vizinhos. Vale lembrar que os EUA importam, mas também exportam carne para outros países. Um ponto destacado pelo Ministério da Agricultura é o de que a carne suína é a mais consumida no mundo.

O ministro irá para a Alemanha na semana que vem para tentar colocar um ponto final em relação ao embargo russo. De acordo com Mendes, as negociações também já começaram com a Coreia. A ideia é a de que, até o final do ano, o país e o Japão também passem a comprar carne suína brasileira. "O mercado da China já está aberto e vamos ampliar lista", previu.


Fonte: Agência Estado de Notícias

0 comentários

Postar um comentário