segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Embrapa realiza I Dia do Viveirista de Citros


No dia 24 de novembro, das 8h às 16h, a Embrapa Mandioca e Fruticultura – Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, vai realizar, em Cruz das Almas (BA), o I Dia do Viveirista de Citros. São esperados 50 participantes.

Destinado a viveiristas, citricultores, agrônomos e técnicos em agropecuária, o evento tem como objetivo ampliar os conhecimentos teóricos e práticos sobre a propagação de mudas. “A muda é a pedra angular da citricultura, sobre a qual recai a sustentabilidade do material básico a ser utilizado na formação da muda. Não somente o aspecto estético, mas a origem do material básico, tem que ser levado em conta, prioritariamente”, explica o pesquisador Orlando Sampaio Passos, idealizador de evento. “Como se trata de um cultivo permanente, a má escolha da muda poderá, às vezes, ser reconhecida tardiamente, quando a planta estiver começando a produzir”, continua.

Panorama

Os pomares do Nordeste, segunda região maior produtora de citros no Brasil, têm rendimento em torno de 15 toneladas/hectare, metade da média nacional. De acordo com Passos, há diversos fatores determinantes para o baixo rendimento do pomar do pequeno produtor. “A desorganização dos produtores, o baixo padrão tecnológico utilizado na condução dos pomares e o uso de mudas de origem não certificada são os principais problemas do setor.  É necessário que políticas públicas sejam disponibilizadas especialmente em benefício do pequeno produtor, que representa mais de 80% da produção regional”, afirma.

A Embrapa Mandioca e Fruticultura vem conduzindo um programa de certificação de citros, utilizando telados com proteção. A disponibilização desse material básico aos citricultores, poderá ser fator de transformação da produção de mudas cítricas nessa região. 

Programação

As palestras do 1º Dia do Viveirista  serão sobre inovações tecnológicas na cultura dos citros (Aldo Vilar, chefe de Pesquisa & Desenvolvimento), programa de melhoramento genético de citros da Embrapa (pesquisador Walter Soares) e influência do porta-enxerto na cultivar copa (pesquisador Eduardo Girardi). Também haverá visita aos telados da Unidade e distribuição de sementes e mudas de citros.

Como destaque no I Dia do Viveirista, o pesquisador Orlando Passos vai  recomendar os citrandarins ‘Índio’, ‘Riverside’, e ‘ San Diego’. Citrandarins são híbridos de microtangerinas com Poncirus trifoliata (um dos porta-enxertos de maior uso na citricultura mundial), e constituem uma nova geração de porta-enxertos.

Mais informações pelo e-mail inscricao@cnpmf.embrapa.br, telefone (75) 3312-8077 ou http://www.cnpmf.embrapa.br/destaques/Folder_DiaViveirista.pdf

Léa Cunha (DRT-BA 1633)
Embrapa Mandioca e Fruticultura
Contato: (75) 3312-8076 Fax: (75) 3312-8015
leacunha@cnpmf.embrapa.br

0 comentários

Postar um comentário