quinta-feira, 16 de junho de 2011

THOL Produto Inovador para o Setor Sucroalcooleiro


Um produto inovador, orgânico, à base de vegetais e que aumenta o rendimento da produção da etanol. Este será o carro chefe da Bio Nature Agros-Sciences Indústrias & Inovação Ltda, nova empresa de biotecnologia, que está implantando em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, uma unidade industrial e um centro de comercialização. A principal característica do novo bio catalisador orgânico é a substituição de substâncias químicas no processo de produção do etanol, principalmente o ácido sulfúrico. Além deste produto, a empresa irá fabricar adubos, enxofre, hidróxido de potássio, fungicidas e carvão vegetal.

O protocolo de intenção com o Governo de Minas, no valor de R$ 150 milhões, foi assinado, hoje (08), pela secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico, Dorothea Werneck, e pelo
diretor da Bio Nature, Luiz Antonio Ignácio Tesch. O investimento, a ser feito entre 2011 e 2013, será responsável pela geração de 1.200 empregos diretos e indiretos, e promete aumentar a produção de álcool em cerca de 20% comparando-se ao processo tradicional.

Pesquisado, desenvolvido e patenteado pela Bionature Agros-Sciences, empresa, até então de pesquisa biotecnológica voltada para o setor sucroalcooleiro, o Thol é um biocatalizador enzimático, ou seja, uma molécula de base biológica que tem a capacidade de promover certas reações durante o processo de fermentação alcoólica e obter melhora significativa em relação ao processo que é praticado atualmente. Com o produto e processo desenvolvido e patenteado, a empresa buscou parceiros e estruturou um projeto para
produção do Thol em escala.

Durante a assinatura do protocolo, o diretor da Bio Nature, Luiz Antonio Ignácio Tesch, explicou que o projeto possui importante aspecto ambiental. “Em nossa produção, utilizamos
insumos que normalmente são descartados pela indústria tradicional, por exemplo, a folha do eucalipto e de bananeira. Além disso, o processo desenvolvido não gera resíduos e proporciona diminuição do uso de acido sulfúrico”, acrescentou.

Para Dorothea Werneck, além de gerar empregos de qualidade, o novo empreendimento é um exemplo, pela preocupação com o meio ambiente. “Este empreendimento está em linha com as metas traçadas pelo governo de Antonio Anastasia, o de atrair investimentos de qualidade e que gerem empregos de qualidade. Além disso, o projeto valoriza outra característica muito importante, o da sustentabilidade”, afirmou a secretária.


Fonte: Governo de Minas Gerais

0 comentários

Postar um comentário