quarta-feira, 4 de maio de 2011

GEA Farm Technologies inova no processo de Pré-Ordenha



Empresa oferece nova tecnologia voltada à limpeza das toalhas de microfibra utilizadas na higienização dos tetos das vacas


A correta higiene dos tetos é uma das principais etapas para que o produtor de leite obtenha qualidade em sua produção e, além disso, garanta a saúde do seu rebanho. Ciente dessa importância e comprometida em oferecer soluções inovadoras para seus clientes, a GEA Farm Technologies acaba de disponibilizar ao mercado um novo conceito de higienização para a ordenha. Trata-se do produto Santex e das toalhas de microfibra Santex - que vem substituir a tradicional secagem via toalhas de papel. 

Pronto para o uso, o Santex limpa profundamente as toalhas de microfibra utilizadas na secagem dos tetos das vacas em lactação. Os ingredientes orgânicos presentes na formulação do Santex são totalmente indicados para a higienização das toalhas, diferente dos alvejantes e detergentes comuns, o que prolonga sua vida útil. Com essa nova tecnologia, as toalhas precisam apenas ser lavadas e centrifugadas. 

De acordo com Eric Almeida, gerente de produtos da GEA, o produtor precisa apenas do uso do Santex para fazer a higiene adequada das toalhas utilizadas no procedimento de pré-ordenha. "Sua formulação, que dispensa o uso de alvejantes, possui grande capacidade de higienização e remoção da sujeira, além de manter a toalha macia para o contato com a pele do teto", explica. As toalhas podem ser lavadas na maioria das máquinas de lavar disponíveis no mercado, assegurando a correta dosagem a cada lavagem.

A utilização do produto ainda auxilia o pecuarista na redução dos custos da sua produção, diminuindo o consumo de energia de duas formas: a lavagem das toalhas com Santex pode ser feita em água fria. Água quente não é um quesito necessário e as toalhas precisam apenas ser centrifugadas na lavadora para serem completamente higienizadas. 

Outro ponto a ser considerado é o benefício ambiental. Além do Santex ser um produto totalmente biodegradável, o produtor não precisa preocupar-se mais com a destinação do papel-toalha, que muitas vezes é descartado de forma agressiva ao meio ambiente.

É importante salientar que as toalhas não substituem a aplicação do produto no procedimento de pré-ordenha conhecido como pré-dipping, mas sim, tornam esse procedimento ainda mais eficiente no combate aos agentes causadores de mastite. Afinal, elas removem eficazmente o produto aplicado na higienização dos tetos antes da ordenha.

Além de higiene animal, a GEA engloba soluções para tecnificação das propriedades leiteiras, como salas e equipamentos de ordenha, refrigeradores de leite, software para o gerenciamento de rebanhos, soluções para tratamento e transporte de dejetos e bem estar animal, vagões misturadores para alimentação, além de toda sua linha de serviços de consultoria e pós-venda prestados pela empresa, como assistência técnica preventiva e treinamento de funcionários. 

Sobre a GEA Farm Technologies do Brasil

A GEA Farm Technologies visa atender, de forma personalizada, todos os produtores interessados em adquirir soluções de alta qualidade e manter com a empresa um relacionamento duradouro, seja ele pequeno, médio ou grande. Hoje, o portfólio da empresa está focado em três grandes segmentos.

Um deles trata-se do tradicional GEA Milking & Cooling, que agrega os sistemas de ordenha, tanques refrigeradores de leite e soluções para o gerenciamento do rebanho. 

Além disso, a empresa também oferece o GEA Farm Services, que abrange toda a linha de produtos de higiene e serviços pós-venda, como assistência técnica preventiva e treinamento dos ordenhadores. 

Completando o seu portfólio, a companhia oferece o GEA Farm Equipment, disponibilizando ao mercado equipamentos destinados ao tratamento e transporte de dejetos e para o conforto animal, questões que estão recebendo uma grande atenção por parte do mercado, além dos vagões misturadores para alimentação. Além da utilização na pecuária leiteira, estes equipamentos também são voltados para a bovinocultura de corte e para a suinocultura. 

As informações são da assessoria de imprensa.

0 comentários

Postar um comentário