sexta-feira, 29 de abril de 2011

Nova cultivar de cevada é alternativa para expandir produção


A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, lança a cultivar de cevada BRS Manduri, que é voltada para as principais regiões de cultivo irrigado (SP, MG, GO e DF), além da Região Sul. Ela apresenta bom tipo agronômico, alto potencial de rendimento e comprovada qualidade de malte para fim cervejeiro.
A cevada vem mantendo uma área estável média de 100 mil hectares no Brasil nos últimos dez anos. O agronegócio de cevada-malte no Brasil supera 200 milhões de dólares/ano, com possibilidades de crescimento no curto prazo devido a expansão da capacidade das indústrias. Rio Grande do Sul e Paraná respondem atualmente por 95% da cevada produzida.

Diante disso, a cultivar BRS Manduri, pela sua indicação para produção comercial de cevada cervejeira nas regiões irrigadas, passa a ser uma alternativa que permite o plantio em áreas não tradicionais para a cultura.
Características
Em semeadura na época indicada, a BRS Manduri espiga e completa o ciclo uma semana antes que as cultivares em uso, possibilitando um menor consumo de água de irrigação. Sob condições normais de desenvolvimento, não ultrapassa 80 cm de altura, conferindo bom nível de resistência ao acamamento. Em condições otimizadas de clima e manejo já produziu experimentalmente acima de 7.000 kg/ha, com classificação média acima de 80% de grãos de primeira qualidade.
O malte da BRS Manduri vem apresentando, consistentemente, perfil de qualidade que atende de maneira satisfatória as especificações estabelecidas pela indústria cervejeira nacional.

Mais Informações:
Embrapa Trigo (Passo Fundo/RS)
Contatos: (54) 3316-5801/5802

0 comentários

Postar um comentário