quinta-feira, 3 de março de 2011

Sistema evita contaminação do meio ambiente por uso de pesticidas

 

Pesquisadores da Embrapa de São Carlos, SP, desenvolveram o método.
Ele não será patenteado para que os produtores tenham fácil acesso.

Pesquisadores da Embrapa de São Carlos, em São Paulo, desenvolveram um sistema para evitar a contaminação do meio ambiente por pesticidas usados no combate ao carrapato. O método é simples e está à disposição dos criadores.
No sítio de João Israel Campagna estão em torno de 100 cabeças de gado. A aplicação de carrapaticidas é feita a cada dois meses com uma bomba. Todos os animais tomam banho em conjunto. “Qualquer pessoas aplica. Às vezes a pessoa não sabe aplicar com agulha, então esse é o método mais fácil”, contou o criador.

O problema é que parte do pesticida se perde no ar e no chão, mas especialistas dizem que situações como essa devem mudar. O risco de contaminação do meio ambiente dessa forma existe.

Quatro anos de pesquisas apontaram que é possível eliminar 100% do carrapaticida que sobra na água e fazer o descarte correto. O novo sistema de tratamento é da Embrapa Pecuária Sudeste e já começa no preparo do carrapaticida. Ele é dissolvido em um tanque com água limpa. A mistura branca é então bombeada e aplicada com a ajuda de dispersores dentro de uma cabine. São usados quatro litros por animal. O excesso volta para o tanque, nada é desperdiçado. “Pode ser reaproveitado pelo menos mais uma vez, a gente economiza em volume descartado e tratado”, explicou Ana Rita Nogueira, química.

O que não pode ser mais usado vai para estação de tratamento feita com materiais simples como canos, caixa d’água e um pequeno motor. O custo é de R$ 500. O pesquisador mistura uma solução ao pesticida. “A gente utiliza quatro palhas de aço, dissolve em 100 ml de ácido muriático e  500 ml de água e deixa durante uma noite para que a palha de aço dissolva completamente na solução”, contou Caio Fernando Gramboni, químico.

A solução é agitada por três horas e o resultado é visto em amostras. Uma mais clara está sem o carrapaticida e pode ser descartada em poças sem o risco de contaminação.
O sistema não será patenteado para que os produtores tenham acesso mais fácil ao método. “É um protótipo barato, acessível e que está evitando a contaminação ambiental”.



A Embrapa tem um serviço de atendimento para os produtores.
Endereço:
Embrapa Pecuária Sudeste
Rodovia Washington Luiz, km 234 - CEP 13560-970 - São Carlos - SP
Telefone (16) 3411-5600 - Caixa Postal 339
Email:
sac@cppse.embrapa.br

0 comentários

Postar um comentário