terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Outros tipos de leite



Leite integral:

contém no mínimo um teor de gordura de 3%.

Leite semi-desnatado:

 contém teor de gordura de 2,9 a 0,6%.

Leite desnatado:

contém no máximo um teor de gordura de 0,5%.

Leite enriquecido com Vitaminas:

 pode conter as vitaminas A, D, B6, B12, C, E, além de elementos como o ácido fólico e a nicotinamida.

Leite enriquecido com Ferro:

além dos nutrientes naturalmente presentes no leite, algumas empresas desenvolveram o leite enriquecido com ferro, a fim de proporcionar ao consumidor um alimento que seja fonte de ferro. Esta quantidade pode variar de 0,8 a 3 mg por 100 ml.

Leite enriquecido com Cálcio:

dada a importância do cálcio para o organismo, algumas empresas enriquecem o leite com maior quantidade de cálcio, além do do que está presente no leite.

Leite com Ômega:

Ômegas são ácidos graxos poliinsaturados e não são produzidos pelo organismo. Eles favorecem principalmente o desenvolvimento do sistema imunológico e contribui para a redução dos níveis de colesterol e triglicérides, regulando, assim, a fluidez do sangue e controlando a pressão arterial. Existe no mercado o leite que contém ômega.

Leite com lactose reduzida:

 É o leite que contém todos os nutrientes, porém com teor reduzido de lactose. Algumas pessoas possuem deficiência na produção da enzima lactase, normalmente presente no intestino. A deficiência desta enzima é conhecida como intolerância à lactose, e pode causar alguns sintomas como: flatulência, mal-estar e diarréia, após a ingestão de certa quantidade de leite.

Leite enriquecido com Fibras:

 é enriquecido com a inulina, que é um tipo de fibra alimentar. Uma substância totalmente natural, solúvel, e que ao ser adicionada no leite não altera seu aspecto e nem seu sabor. Por não ser digerida pelo estômago, a inulina não é aproveitada pelo organismo e portanto não altera o valor calórico do leite nem aumenta o nível de açúcar no sangue. Na verdade, quem consome essa substância são as bifidobactérias.

 Essas bactérias compõem a flora intestinal e inibem o desenvolvimento de outras bactérias indesejáveis, que causam diarréia ou câncer de cólon, por exemplo. Alguns estudos indicam que o consumo de fibras também ajuda no controle dos níveis de colesterol sanguíneo.

Fonte: http://www.cileite.com.br/

0 comentários

Postar um comentário