segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

"Pontos importantes a serem observados no plantio do milho".



1) Data de semeadura: No Brasil Central, é encontrada na literatura perda de 30 a 60 Kg/dia caso o plantio seja feito depois de 15 de novembro.

2) Época de semeadura: Recomenda-se que a semeadura seja realizada após cerca de 80 a 100 mm de chuva (acúmulo dos últimos 10 dias) e provisões futuras de chuva.

3) Manejo da cultura antecessora do milho: Recomenda-se a dessecação, no mínimo, 15 dias antes da semeadura. Evitar touceiras de capins (brachiaria, colonião, entre outros).

4) Profundidade de plantio: Definida pela temperatura, umidade e tipo de solo. Em solos argilosos, trabalhar de 3 a 5 cm de profundidade. Já em solos arenosos, recomenda-se 5 a 8 cm.

5) Densidade de plantio: Varia de acordo com o híbrido e condições edafoclimáticas do local. Geralmente, utiliza-se de 5 a 12% acima da população final desejada devido ao ataque de insetos.


Tratamento de sementes de milho

1) Visa o controle preventivo das pragas de solo, principalmente lagartas, cupins, cigarrinha-do-milho e percevejo barriga-verde.

2) Para tratamento de lagartas (cartucho, elasmo), podem ser utilizados os carbamatos na semente, ou o clorpirifós diretamente no sulco de plantio.

3) Para tratamento de sugadores (cigarrinha, percevejo) podem ser utilizados produtos do grupo dos neonicotinóides.

4) CUIDADO! Os inseticidas dos grupos Carbamatos e Organofosforados afetam a germinação do milho se houver mais de três dias entre o tratamento de sementes e a semeadura.

5) Utilizar o grafite para o perfeito desempenho das semeadoras na proporção de 100 a 150 gramas de grafite/saco de semente (60.000 sementes).





Fonte : Reahgro        Autor : Fernando Rati, engenheiro agrônomo

0 comentários

Postar um comentário