quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Particularidades Reprodutiva do Rebanho Leiteiro

Introdução


As vacas leiteiras, durante a lactação, apresentam características fisiológicas particulares que diferenciam o comportamento reprodutivo desses animais, quando comparadas a fêmeas bovinas de outra aptidão.
A fertilidade das vacas leiteiras, principalmente as altamente produtivas, é mais baixa, devido a algumas particularidades metabólicas que tornam a concepção mais problemática, exigindo maior número de inseminações por prenhez.



Particularidades reprodutivas de vacas leiteiras:

Maior incidência de retenção de placenta pós-parto.


A explicação para isso é multifatorial, pois envolvem todos os fatores causadores de estresse, tais como: nutrição deficiente, baixa adaptação ao ambiente, baixa resistência a parasitas, incidência de doenças infecciosas, entre outras.
A conseqüência da retenção de placenta é a incidência representativa de endometrites no período pósparto de vacas leiteiras. Essas infecções geram prejuízos ao ambiente uterino e, em casos extremos, poderá ocorrer a infertilidade permanente de algumas fêmeas. Mesmo as endometrites com menor gravidade, costumam aumentar o período entre o parto e o primeiro cio, com cios de baixa fertilidade, liberação de muco sujo e interferindo na eficiência reprodutiva do animal.


Maior incidência de cistos foliculares.

As vacas em lactação possuem metabolismo muito acelerado e uma taxa de degradação hepática de hormônios esteróides muito rápida (estrógeno e progesterona). Esse fator pode interferir no mecanismo da ovulação. Conforme mostra o esquema abaixo, a metabolização excessiva do estrógeno, produzido pelo folículo pré-ovulatório, pode provocar falha na sensibilização dos receptores de estrógeno localizados no hipotálamo. Conseqüentemente, pode haver falha na liberação, ou liberação insuficiente de GnRH e posteriormente de LH, resultando em falha na ovulação ou a formação de um cisto folicular.

Diminuição do período de estro e estros silenciosos.

O cio é um comportamento induzido pela ação de alto nível de estrógenos sobre receptores cerebrais específicos. Quando temos rápida metabolização hepática do estrógeno (observado nas vacas em lactação), esse hormônio acaba sendo retirado rapidamente da circulação sanguínea. Conseqüentemente, o comportamento estral se apresenta diminuído ou até ausente.

Maior incidência de dupla ovulação e de partos gemelares.

A dominância folicular, onde o folículo mais representativo da onda de crescimento induz a atresia dos folículos subordinados, se dá pela secreção de estrógeno e inibina. A liberação do estrógeno e inibina promovem o bloqueio da secreção de FSH pela hipófise.
Devido à rápida metabolização hepática (nas vacas leiteiras), o estrógeno secretado pelo folículo dominante, é retirado da circulação, possibilitando uma falha no bloqueio do FSH. Assim, uma freqüência maior de ondas foliculares com a presença de mais de um folículo dominante ocorrem, possibilitando a ovulação dupla.

Alta sensibilidade ao estresse térmico.

As vacas leiteiras possuem metabolismo acelerado, como já foi anteriormente abordado, produzindo muito calor metabólico. Além disso, os animais taurinos são menos adaptados ao clima quente. Portanto, durante o verão, nota-se uma queda significativa nos índices reprodutivos. O estresse térmico provoca uma queda na qualidade dos óvulos produzidos, diminuindo a fertilidade dessas estruturas. Também os embriões são muito sensíveis ao estresse térmico, particularmente nos 7 primeiros dias pós-fertilização.

Menor taxa de concepção à Inseminação artificial.

Todos os fatores acima citados contribuem para uma menor eficiência reprodutiva em vacas leiteiras. Um fator que não deve ser esquecido é a maior metabolização da progesterona produzida pelo corpo lúteo ovariano.
O embrião se desenvolve com menores níveis sanguíneos desse hormônio e sabe-se que esse fato reduza taxa de crescimento embrionário. Isso aumenta a incidência de falhas no mecanismo de reconhecimento materno da gestação por parte da fêmea, com conseqüente luteólise e perda embrionária precoce.



Fonte: TECNOPEC

1 comentários

johns 9 de agosto de 2023 às 05:00

Your blogs are really good and interesting. It is very great and informative. We even played a four on four soccer game and won against them! After playing the games with them they put on a goodbye show for us. It was amazing to see all of the talents that God has provided those children with bankruptcy lawyers in virginia beach. I got a lots of useful information in your blog. Keeps sharing more useful blogs..

Postar um comentário