sábado, 27 de novembro de 2010

Leguminosa Estilozantes Campo Grande



Família: Leguminosas
Espécie: Stylosanthes capitata e Stylosanthes macrocephala
Cultivar: Campo Grande
Ciclo vegetativo: Bianual
Hábito de crescimento: semi-ereto
Tempo de formação: 180 dias
Altura do corte (pastejo): 20 cm 
Matéria Seca: 14 t/ha ano
Proteína bruta na MS: 18 a 22 % da MS
Aceitabilidade: boa
Exigência em fertilidade do solo:baixa


O estilosantes Campo Grande é uma mistura física de duas espécies de leguminosas, Stylosanthes capitata e S. macrocephala, coletadas em solos de Areia Quartzosa e de baixa fertilidade, remanescentes de experimento anterior, que, após vários multicruzamentos, teve sua seleção definida.
Ambas as espécies podem chegar a mais de um metro de altura e seu florescimento ocorre nos meses de Abril a Maio, respectivamente, e a principal característica da sua persistência é a ressemeadura natural, já que as suas plantas são predominantemente anuais e bianuais.
O estilosantes é uma forrageira rica em proteína e executa uma função importante de transformar o nitrogênio encontrado na atmosfera e fixá-lo biologicamente no solo, reduzindo os investimentos em insumos agrícolas, contribuindo para a redução dos impactos ambientais e possibilitando maior ganho de peso nos animais.
Além das características de bom fixador de nitrogênio no solo e seu alto teor protéico, o estilosantes Campo Grande possui ainda:
  • Grande adaptação a solos arenosos e de baixa fertilidade;
  • Alta produtividade de sementes;
  • Alta capacidade de ressemeadura natural;
  • Resistente a cigarrinha das pastagens, antracnose e ao percevejo castanho.
  • Diminui a infestação de carrapatos, por antibiose e antixenose.
  • Resistente a solos mal drenados;
  • Auxilia na recuperação de áreas degradadas;
  • Boa digestibilidade e palatabilidade;
  • Pode ser consorciado com diversos tipos de pastagens ou plantado solteiro (banco de proteínas);
  • Versatilidade na alimentação, ou seja, pode ser oferecido in natura, como feno, silagem e em pelets.
  • Tolerante a desfolha natural e
  • Ambientalmente correto.
CUIDADOS OU RECOMENDAÇÕES:

É recomendável que a gramínea não cresça muito, deixando espaço para que o Estilosantes se desenvolva.
   
Nos meses de Outubro a Dezembro, período de crescimento e estabelecimento de gramíneas, os pastejos devem ser mais intensos a fim de que surjam novas plantas por ressemeadura natural. No final do período de chuvas e durante o outono, o pastejo deve ser mais leve contribuindo para a produção de sementes e maior oferta de forragem no período seco.
  
O ganho animal nas consorciações é de 20% a 30% maior do que na gramínea pura sem adubação nitrogenada.



Fonte: Sementes Boi Gordo

1 comentários

Unknown 30 de março de 2020 às 16:03

Tem um tipo aqui na minha propriedae pequena gostaria de sabe se posso dar pra os borregos e qual a melhor maneira pra eles comer

Postar um comentário